PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Como saber se uma loja de vinhos é realmente boa

Elin McCoy

25/10/2017 15h10

(Bloomberg) -- É possível comprar bons vinhos em qualquer lugar -- até mesmo em grandes conglomerados, supermercados e lojas de conveniência de postos de gasolina. Uma vez descobri uma farmácia de alto padrão em Vermont vendendo garrafas de Château d'Yquem.

Mas quem realmente se interessa por bons vinhos precisa encontrar uma loja independente com um dono apaixonado pelo assunto, que prove o que vende e que tenha funcionários atenciosos e felizes por compartilhar conhecimentos e dispostos a virarem seu novo melhor parceiro de taça.

Grandes cidades como Nova York, Londres e Paris têm várias pequenas adegas do tipo. Mas a exemplo do que acontece com vendedores de aparelhos tecnológicos, joias ou queijos, alguns são melhores que outros. Saiba o que buscar ao classificar a loja de vinhos mais próxima.

Disposição e atmosfera da loja

Uma simples olhadela pode dizer muito. Se as garrafas estão expostas ao sol, mau sinal, porque a luz estraga os vinhos. Se o sistema de aquecimento da loja joga ar quente sobre a adega, vá embora, porque os vinhos cozinharam. Garrafas antigas empoeiradas denotam que ninguém se importa de fato em vender vinhos nos quais acredita. É o mesmo que desorganização.

Seleção e ponto de vista

É obrigatório ter uma grande variedade de vinhos interessantes e destacados de diferentes regiões, uvas, safras e preços. A palavra-chave é "curadoria". Significa que os compradores escolhem a dedo os vinhos que preferem em vez de estocarem sem pensar as marcas mais vendidas e populares, o junk food do vinho.

Preço

Seja franco em relação ao orçamento para a compra, mas bons preços e ofertas regulares contam a favor. É fácil verificar o preço de mercado de uma garrafa visitando o Wine Searcher. Se os preços estiverem US$ 5 a US$ 10 acima do normal, vá embora.

Assessoria e serviços

Procure descrições feitas pelos funcionários da loja colocadas perto das garrafas, ou uma seção de favoritos da equipe, a exemplo do que faz sua livraria favorita. Ambas as coisas são indicações claras do entusiasmo dos funcionários, de que sabem a respeito e de que podem oferecer ajuda e dicas educativas.

Degustações e eventos

Quem compraria um carro sem antes fazer um test drive? Nenhuma loja recebe uma nota elevada sem oferecer degustações frequentes (e gratuitas) na loja sem pressionar os clientes a comprarem.

Algumas oferecem inclusive aulas sobre vinhos, como é o caso da Legrand Filles et Fils, em Paris, que também tem um bar de vinhos na loja.

Recursos digitais

Na era atual, é necessário um bom website com catálogo on-line. O cliente precisa poder navegar a qualquer hora e até mesmo decidir antecipadamente o que comprar. Algumas lojas, nesse sentido, facilitam muito mais que outras. Boletins eletrônicos regulares com promoções especiais são uma grande vantagem, assim como blogs informativos, sempre úteis. Uma das minhas favoritas é a Berry Bros. & Rudd. A loja na Rua St. James, em Londres, recebeu o prêmio Best Industry Wine Blog em 2015 e seu website inclui guias para harmonizações entre vinhos e alimentos e investimentos em vinhos.