PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Apple pede para excluir proposta de ligar salários a diversidade

Emily Chang e Meghan Genovese

27/10/2017 10h11

(Bloomberg) -- A Apple pediu autorização à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) para excluir a proposta de uma acionista que força a fabricante do iPhone a estudar a possibilidade de ligar a remuneração dos executivos ao desempenho da empresa em diversidade e sustentabilidade.

Em carta de 9 de outubro divulgada nesta semana pela SEC, os advogados da Apple perguntam se a empresa pode excluir a proposta da Zevin Asset Management porque iniciativas semelhantes não conseguiram o apoio mínimo de 6 por cento dos acionistas, necessário para a reapresentação. A SEC rejeitou pedido similar em 2015.

Os investidores da Apple querem saber como a diversidade e a sustentabilidade "se relacionam com a responsabilidade dos diretores" em relação a questões "perante as quais o setor de tecnologia está em crise", disse Pat Tomaino, diretor associado de investimentos socialmente responsáveis da Zevin, na quinta-feira em entrevista. A Zevin detinha 36.782 ações da Apple em 30 de junho, segundo dados compilados pela Bloomberg.

As empresas de tecnologia estão atrasadas em relação a outros setores no tocante a conectar a remuneração dos executivos a métricas ambientais e sociais, segundo dados compilados pela Bloomberg. A Zevin, que tem sede em Boston, apresentou propostas similares neste ano na Amazon.com e na empresa controladora do Google, a Alphabet, disse Tomaino.

PUBLICIDADE