Okinawa está prestes a superar Havaí em número de visitantes

Katsuyo Kuwako

(Bloomberg) -- Durante décadas, o Havaí superou Okinawa como a ilha da preferência dos turistas. Isso parece estar prestes a mudar.

O número de visitantes das ilhas do sul do Japão subiu 10,5 por cento no período de um ano encerrado em 31 de março, para o recorde de 8,77 milhões de pessoas, segundo dados da prefeitura de Okinawa. O total contrasta com os 8,93 milhões de visitantes do Havaí em 2016, um aumento de 2,9 por cento, mostram dados da Autoridade de Turismo do Havaí. Neste ritmo, Okinawa pode superar o Havaí ainda neste ano, segundo Miwako Date, CEO da desenvolvedora japonesa Mori Trust.

O que impulsiona essa explosão em Okinawa é a chegada de turistas de Taiwan, da Coreia do Sul, da parte continental da China e de Hong Kong, que optaram por um pouco de areia e sol mais perto de casa. As companhias estão apostando que essa expansão continuará, com empreendimentos hoteleiros concluídos ou planejados das empresas Hilton, Ritz-Carlton, Hyatt Regency e Halekulani, esta do Havaí.

Embora cerca de metade dos visitantes do Havaí venha do exterior, em Okinawa o percentual procedente de outros países ainda é baixo, por isso é possível que o número de viajantes desse tipo aumente, disse Tom Sawayanagi, diretor-gerente da JLL para o Japão.

"Estou bastante otimista em relação às perspectivas para o turismo em Okinawa", disse Martin Rinck, presidente da Hilton Worldwide Holdings para a região Ásia-Pacífico, em entrevista coletiva, neste mês. A Hilton planeja abrir mais três hotéis entre 2018 e 2020 em Okinawa, onde atualmente opera o Chatan Resort, disse ele.

Mori Trust, Hilton Worldwide e Hilton Grand Vacations anunciaram neste mês que construirão juntas um resort de tempo compartilhado e instalações hoteleiras na prefeitura do sul do país com cerca de 430 quartos. O objetivo é inaugurá-lo entre 2020 e 2021.

A taxa média de crescimento dos turistas em Okinawa foi de 10 por cento nos últimos cinco anos, contra 3 por cento no Havaí, disse Date, da Mori Trust, na coletiva. Os visitantes estrangeiros em Okinawa somaram um recorde de 2,13 milhões de pessoas no último ano fiscal -- 22 vezes o total de cerca de 97.000 de 2006, segundo dados da prefeitura.

"Cerca de 80 por cento dos viajantes estrangeiros são da Grande China ou da Coreia do Sul", disse Shoei Gaja, supervisor de turismo do governo da prefeitura de Okinawa. Ele disse que os números do turismo de Okinawa nunca superaram os do Havaí.

Mais quartos

O Havaí ainda está muito à frente de Okinawa em termos de acomodações. O número de quartos, incluindo os de hotéis, condomínios e instalações de tempo compartilhado, é de cerca de 79.000 no estado americano, contra cerca de 42.700 em Okinawa, incluindo pousadas econômicas e albergues da juventude, segundo dados da Autoridade de Turismo do Havaí e da prefeitura de Okinawa.

Os hotéis também tendem a ser mais caros no Havaí, onde 34 por cento dos quartos custam mais de US$ 500 a noite, e 33 por cento custam entre US$ 250 e US$ 500. Em Okinawa, a tarifa média do quarto para hotéis do tipo resort é de cerca de US$ 200.

--Com a colaboração de Gareth Allan

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos