Bolsas

Câmbio

Salão de Detroit retorna à sua especialidade: picapes e SUVs

Kyle Stock e Hannah Elliott

(Bloomberg) -- Na semana que vem, Detroit voltará ao futuro.

Depois de tentarem por anos convencer o mundo de que podem vencer o Vale do Silício nos ramos de carros elétricos e direção autônoma, os executivos do setor automotivo finalmente têm a chance de contar vantagem sobre o que fazem de melhor.

Os destaques da perene feira automotiva de Detroit, o Salão Internacional do Automóvel Norte-americano, serão as picapes e os SUVs -- muitos deles. Cada uma das marcas locais revelará uma nova plataforma, enquanto pelo menos três marcas de luxo lançarão novos SUVs. A Tesla nem estará lá. E pela primeira vez em meses, as classificações de reboque serão discutidas mais acaloradamente do que "nuvens de transporte" e algoritmos para Lidar.

O evento principal será uma guerra de monster trucks entre a Ford Motor e a Chevrolet, da General Motors. A GM exibirá a mais nova versão da Silverado, uma picape full-size que tem sido trucidada pela Ford F-150 da Ford. A Chevrolet já deu uma amostra da picape no Texas, mostrando um carro mais elegante, com pequenas barras de LED como faróis dianteiros e painéis para a carroceria que combinam mais com um sedã esportivo do que com a típica estética mais quadrada da categoria. Na semana que vem, nos certificaremos de conhecer todos os detalhes sujos sobre capacidade de desempenho e motores. Jeremy Acevedo, analista da Edmunds.com, diz que não se surpreenderá se houver algo ousado, como algumas partes de fibra de carbono.

"A esta altura, pode-se pensar que vale tudo", explica. "Não há carta fora do baralho."

Enquanto isso, a Ford retorna à disputa das picapes menores com a Ranger. A Ford não vende picapes de modelo de entrada nos EUA desde 2011 porque se concentrou em lançar a van Transit. A General Motors, por sua vez, abocanhou grande parte do mercado com a Chevrolet Colorado, de médio porte, e a GMC Canyon. A Ford nunca deixou de fabricar a Ranger no exterior, mas afirma que a versão americana será "totalmente nova".

Finalmente, a Fiat-Chrysler Automobiles gerará alguma dose de intriga com uma nova picape Ram 1500. Tradicionalmente, o antigo modelo da Dodge é medalha de bronze no segmento de picapes nos EUA. Ainda assim, conquista um em cada cinco compradores da categoria nos EUA e conta com os típicos seguidores fanáticos que só os azarões têm.

No lado mais refinado, nomes de peso como McLaren Automotive, Porsche e Jaguar Land Rover Automotive deixaram Detroit de lado, dando preferência ao Salão Internacional do Automóvel de Genebra, ainda nesta primavera (Hemisfério Norte). Mas outras marcas de luxo trarão suas próprias versões de carros grandes a Detroit. A Automobili Lamborghini traz o mais pretensioso do lote, um SUV de US$ 200.000 chamado Urus.

A outra novidade principal entre as marcas de luxo neste ano em Detroit será a estreia mundial de um Mercedes-Benz Classe G, o primeiro dos chamados Gelandewagen completamente reprojetado em 40 anos. Essa enorme caixa quadrada em forma de SUV vendeu mais de 300.000 unidades desde o lançamento, em 1979, e uma versão de US$ 500.000 foi revelada no ano passado, em Genebra. Ainda não existe nada remotamente parecido na indústria automotiva, mas o veículo competirá diretamente com o SUV BMW X7, que também estará em exibição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos