Bolsas

Câmbio

Skijoring é o esporte de inverno ideal para quem adora aventura

Rachel Tepper Paley

(Bloomberg) -- Para quem vive em busca de adrenalina, pode ser um desafio encontrar novas formas de entretenimento no inverno se você já experimentou esqui alpino com descida livre, esqui ascendente, esqui de fundo, raquetes de neve, trenós puxados por cães, esqui de helicóptero, snowboard, dirigir carros de corrida em um campo de gelo e chegou até mesmo a alugar uma montanha inteira e comprar um Sno-Cat Ferrari vermelho para participar de todos os itens acima.

O que um pobre entusiasta dos esportes na neve pode fazer quando parece que todos os caminhos gelados já foram percorridos?

Considere o skijoring, a arte de esquiar sendo rebocado a toda velocidade por um cavalo ou um cachorro. Ou, em nossa opinião, o melhor passatempo de inverno que você nem imaginava que existia. Ele pode não ser um esporte olímpico - o mais próximo a que chegou disso foi uma demonstração nos jogos de Saint Moritz em 1928 -, mas, com uma popularidade crescente e várias competições importantes de skijoring prestes a acontecer, agora é a hora de entrar neste esporte subestimado.

A origem

As origens do skijoring remontam à Escandinávia da década de 1850, quando os residentes atraídos pelas várias corridas do ouro no oeste dos EUA voltaram para casa e introduziram localmente as tradições de trenó de cães que que haviam aprendido com os índios americanos. Em "Winter Adventure: A Complete Guide to Winter Sports", os autores Peter Stark e Steven M. Krauzer afirmam que criar grandes matilhas de cães não fazia sentido em áreas densamente povoadas, então o número de animais foi reduzido e o trenó foi usado apenas para carga. Eles também fizeram um ajuste essencial, distintamente escandinavo: "o condutor, ao invés de montar, se segurava e esquiava atrás", propulsionando-se mais ativamente em vez de ser puxado, enquanto controlava a matilha com as rédeas e com comandos de voz. O estilo nórdico de mushing, como essa prática de tração canina ficou conhecida, continua sendo um passatempo popular na Noruega.

Quem deve praticar skijoring?

Skijoring com cavalos e com cães são duas modalidades semelhantes, mas distintas, e a diferença é comparável à variação entre esqui alpino e esqui de fundo. Ao esquiar com cavalos, a propulsão para frente vem exclusivamente, é claro, do cavalo (imagine uma espécie de esqui aquático no gelo). Com cães, os praticantes de skijoring são responsáveis por propelir-se para a frente, embora contem com uma pequena ajuda dos cachorros.

Para ambos, você precisará estar razoavelmente em boa forma. Quem nunca esquiou não deve nem tentar este esporte. Mas os esquiadores experientes em descidas livres estão mais que aptos para o desafio - eles terão habilidade para lidar com as curvas difíceis enfrentadas ao serem puxados de uma corda por um cavalo. Assim como os praticantes de esqui de fundo, que, acostumados a propelir-se em terreno plano, terão músculos bem desenvolvidos no abdômen e na parte inferior das costas. Praticantes de wakeboard e esqui aquático também terão a força abdominal e o equilíbrio necessários para se manterem eretos e não caírem de cara na neve.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos