Bolsas

Câmbio

Líder do MST promete manifestação pacífica em julgamento de Lula

Samy Adghirni

(Bloomberg) -- O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, disse à Bloomberg que os protestos de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima semana, em Porto Alegre, serão pacíficos.

"Não haverá nenhuma violência", disse Stédile, em entrevista por email às vésperas do julgamento, em segunda instância, do recurso de Lula contra a sentença que o condenou a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex.

Stédile afirmou que MST e movimentos aliados pretendem agir da mesma maneira que no ano passado em Curitiba, quando protestos pela condenação de Lula em primeira instância foram pacíficos. Se a sentença for mantida, conforme previsões, Stédile disse esperar anulação da pena nas instâncias superiores.

Segundo Stédile, a mobilização dos movimentos sociais em Porto Alegre reunirá cerca de 5.000 pessoas, que acamparão a partir de segunda-feira em local a ser definido em conversa com o Ministério Público Federal e autoridades locais.

Julgamento de Lula no TRF-4 está marcado para próxima quarta-feira, 24, a partir das 8:30.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos