ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Uber acerta compra de empresa de aluguel de bicicleta elétrica

Eric Newcomer

09/04/2018 12h35

(Bloomberg) -- A Uber Technologies está entrando no setor de aluguel de bicicletas com a compra da Jump Bikes. Com sua primeira aquisição, o CEO Dara Khosrowshahi busca novas áreas de crescimento.

A gigante do ramo do transporte particular concordou em pagar mais de US$ 100 milhões em dinheiro e ações para comprar a provedora de bicicletas elétricas, disse uma pessoa familiarizada com o assunto, que pediu anonimato porque o número é privado.

O website de notícias de tecnologia "TechCrunch" foi o primeiro a noticiar as negociações da aquisição. A Uber preferiu não informar os termos do acordo, divulgado pelas empresas em comunicado conjunto, nesta segunda-feira (9).

Com a compra da Jump, a Uber entra em um negócio que consiste na posse e na operação de frotas de bicicletas elétricas. Os meios de transporte sem estações de compartilhamento --scooters elétricas, bicicletas tradicionais, bicicletas elétricas e ciclomotores-- estão ganhando destaque em São Francisco e em outras cidades dos EUA.

Na China, o setor de compartilhamento de bicicletas atraiu milhares de bicicletas para as cidades, inundando as calçadas e levantando dúvidas quanto à necessidade de restrições.

A Jump se vê como uma opção mais favorável ao governo. A empresa já tem autorização para operar em São Francisco. A Jump e a Uber fecharam uma parceria que integrou o serviço de US$ 2 por viagem da Jump ao aplicativo para dispositivos móveis da Uber no início do ano.

"Trata-se de uma evolução interessante de nosso modelo de negócio", disse Khosrowshahi, em entrevista por telefone. A Jump, que começou a operar como Social Bicycles, inicialmente vendia bicicletas para cidades, como Portland e Phoenix. Neste ano, a empresa começou a alugar uma frota de 250 bicicletas elétricas diretamente para os consumidores em São Francisco.

Autonomia de 4,1 km

O CEO da Jump, Ryan Rzepecki, reportará diretamente a Khosrowshahi e continuará administrando a empresa de bicicletas. Ele planeja manter a marca Jump. "A duração média das nossas viagens em São Francisco é de 4,1 quilômetros", disse Rzepecki.

"Isso representa mais que o primeiro e o último trechos. É a viagem toda --a capacidade de ter uma nova opção de transporte ponto a ponto bastante rápida."

Khosrowshahi disse que a Uber planeja integrar empresas de bicicletas independentes ao aplicativo da Uber. "No fim, vamos querer o maior número possível de bicicletas para o consumidor urbano", disse Khosrowshahi.

Khosrowshahi não comentou sobre o que a aquisição significaria para os prejuízos multibilionários da Uber. "Vamos investir tudo o que for necessário. Não estamos pensando nisso no contexto de um caminho para a lucratividade ou para uma IPO. Primeiro temos que oferecer soluções aos consumidores", disse.

Mais Economia