PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Novo chefe do PlayStation na Sony aposta em consoles portáteis

Yuji Nakamura e Yuki Furukawa

23/05/2018 11h01

(Bloomberg) -- O novo responsável pelo PlayStation na Sony, John Kodera, diz enxergar um futuro nos videogames portáteis, opinião diferente da do antecessor, que via um mercado limitado.

Kodera, que substituiu Andrew House em outubro como chefe da divisão de jogos, de 1,84 trilhão de ienes (US$ 16,6 bilhões), disse que os videogames portáteis devem ser vistos como parte importante do ecossistema do PlayStation, acrescentando que a Sony está realizando vários experimentos nesse campo. Ele deu a entender que o próximo console pode ser intimamente integrado a dispositivos portáteis, mas disse que "este ainda não é o estágio certo para discutir planos específicos de hardware".

"Na minha opinião, em vez de separar videogames portáteis de consoles é necessário continuar pensando neles (videogames portáteis) como um método para entregar mais experiências de jogos e estudar o que os nossos clientes querem dos portáteis", disse Kodera em entrevista em uma mesa-redonda, na quarta-feira, em Tóquio. "Queremos pensar em muitas opções."

A Sony tem um aparelho portátil, o PlayStation Vita, que não é revisado ou substituído desde 2011. Isso criou uma abertura para o sucesso da Nintendo com o Switch, que foi lançado no ano passado e já ultrapassou o Vita em vendas. Quando questionado sobre o sucesso do híbrido de console e tablet, House disse em setembro que a Sony buscaria "uma abordagem e uma estratégia diferentes" porque não via uma oportunidade de mercado nas plataformas de jogos portáteis.

Kodera evitou comentar especificamente a abordagem para o Switch e disse que a Sony vem fazendo experiências com projetos como o PlayLink, revelado no ano passado, que permite que os jogadores usem smartphones para interagir com os jogos do PlayStation 4.

Sony e Nintendo têm sido lentas para entrar no mercado de jogos para smartphones, que se tornou uma plataforma de entretenimento importante. Em resposta à crescente popularidade dos aparelhos portáteis, a Sony estabeleceu uma unidade própria há dois anos para desenvolver e publicar jogos para dispositivos móveis. Chamada ForwardWorks, ela ainda não conseguiu nenhum grande sucesso, sendo que seu título mais popular, Everybody's Golf, chegou a 5 milhões de downloads.

Outra questão importante para a divisão PlayStation da Sony é o momento de lançar um sucessor para o PlayStation 4, que atualmente tem cinco anos. Kodera preferiu não informar um cronograma ou detalhes de um novo console, dizendo apenas que está sendo projetado um novo aparelho para que os desenvolvedores criem jogos mais facilmente e também a fabricação do hardware.

"Vamos aproveitar o conhecimento e a experiência de termos construído quatro gerações de consoles", disse Kodera.

Os comentários de Kodera surgem um dia após a Sony divulgar metas de lucro conservadoras para a maioria de seus negócios, incluindo uma queda nos lucros operacionais do PlayStation em março de 2021 em relação ao ano fiscal atual. Indagado se o declínio ocorrerá devido aos custos mais altos de marketing e aos subsídios de hardware relacionados ao lançamento de um PlayStation 5, Kodera preferiu não comentar. Os fabricantes de consoles costumam ter um lucro menor quando lançam novos consoles, o que sugere que a Sony pode estar planejando lançar o PS5 dentro de três anos.

Repórteres da matéria original: Yuji Nakamura em Tóquio, ynakamura56@bloomberg.net;Yuki Furukawa em Tóquio, yfurukawa13@bloomberg.net