ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Investidores exigem menor uso de plástico por Nestlé, Pepsi

Emily Chasan

22/06/2018 14h21

(Bloomberg) -- Um grupo de 25 investidores que administra mais de US$ 1 trilhão em ativos está exigindo que Nestlé, PepsiCo, Procter & Gamble e Unilever reduzam o uso de embalagens plásticas, consideradas por eles prejudiciais ao meio ambiente.

A iniciativa foi organizada pelo As You Sow, um grupo sem fins lucrativos formado por acionistas que pressionam as empresas a agir com responsabilidade. O pedido foi assinado por gestoras de investimentos como Hermes Investment Management, Impax Asset Management, NEI Investments e Walden Asset Management.

"Sem uma reformulação e uma inovação significativas, cerca de 30 por cento das embalagens plásticas nunca serão reutilizadas nem recicladas", disseram os investidores em carta. "Esses materiais podem continuar no meio ambiente parcialmente degradados por centenas de anos, o que, além de prejudicar a vida marinha, pode causar um impacto concreto por expor as empresas a danos à reputação."

O grupo pede que as empresas divulguem o uso anual de embalagens plásticas, estabeleçam metas para a redução do uso de plástico, facilitem a reciclagem e façam uma transição para o máximo possível de embalagens recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis.

Os investidores afirmaram que querem convencer as empresas a manterem as promessas depois que cinco países do Grupo dos Sete, à exceção de EUA e Japão, adotaram o compromisso de reduzir significativamente o plástico de uso único até 2040.

De forma similar, Nestlé, PepsiCo e Unilever prometeram usar mais embalagens recicláveis, compostáveis, biodegradáveis e com maior conteúdo reciclado até 2025.

A P&G pretende reduzir suas embalagens plásticas em 20 por cento até 2020 e cerca de 90 por cento de suas embalagens já são recicláveis. "Concordamos que devemos fazer parte da solução para reduzir os resíduos plásticos", afirmou a empresa em comunicado enviado por e-mail.

"Temos em comum as preocupações em relação ao crescente acúmulo de resíduos de embalagens e a necessidade de fazer algo para minimizar o impacto no meio ambiente", afirmou a Nestlé, em comunicado. A empresa informou que já eliminou mais de 100.000 toneladas de materiais de embalagem de seus processos produtivos ao longo do ano passado por meio dos projetos ambientais existentes.

A Pepsi e a Unilever não responderam imediatamente aos pedidos de comentário.

--Com a colaboração de Lauren Coleman-Lochner e Craig Giammona.

Mais Economia