Bolsas

Câmbio

Jack Daniel's deve ficar mais caro na UE com guerra comercial

Janine Wolf

(Bloomberg) -- A fabricante de Jack Daniel's talvez precise tomar uma dose. A Brown-Forman terá de aumentar os preços do uísque americano vendido na União Europeia após a implementação de uma tarifa de 25%, segundo o porta-voz Phil Lynch.

Os preços mais altos, que, segundo ele, afetarão principalmente o Jack Daniel's, se traduzirão em um aumento de cerca de 10% para o consumidor final.

"Uma tarifa de 25% não significa um aumento de 25% no preço de uma garrafa de Jack Daniel's", disse Lynch, em entrevista por telefone. Devido às remessas antecipadas na Europa, os aumentos de preço serão implementados nos próximos meses e mercado a mercado, disse ele.

A Brown-Forman, que também produz bourbons como Woodford Reserve, caiu para o nível mais baixo em quase sete meses na segunda-feira.

"Acreditamos que estamos razoavelmente bem posicionados para suportar as tarifas, mas só o tempo dirá como os consumidores reagirão na UE", disse Lynch, por e-mail. Embora a Europa seja um grande mercado para a empresa, Lynch observou que o Jack Daniel's é vendido em mais de 170 países do mundo e que o maior mercado são os EUA.

"É claro que seria muito melhor para todas as empresas de uísque americanas se essa briga comercial entre os EUA e a UE terminasse antes que os aumentos de preço no Jack Daniel's entrem em vigor nos próximos meses", acrescentou.

Projeção do Goldman

Judy Hong, analista do Goldman Sachs, reduziu em 4% suas projeções de resultados por ação da empresa para 5% tanto para o ano fiscal atual quanto para o próximo por causa das tarifas. As novas estimativas levam em conta as taxas impostas pela UE e pelo México, disse ela na segunda-feira, em uma nota aos clientes.

Hong disse que a empresa provavelmente reduzirá sua própria orientação sobre lucro e crescimento de vendas quando se pronunciar em agosto.

A UE desencadeou na semana passada a primeira fase de retaliação contra os EUA por causa de suas tarifas à importação de metais, cumprindo ameaças feitas durante mais de três meses de estabelecer impostos equivalentes a produtos americanos emblemáticos.

A Comissão Europeia em Bruxelas deu a aprovação final a um imposto de 25% sobre 2,8 bilhões de euros (US$ 3,2 bilhões) de importações da UE de uma série de produtos norte-americanos, incluindo motocicletas Harley-Davidson, jeans Levi Strauss & Co. e uísque.

Estoque fora dos EUA

A Brown-Forman, com sede em Louisville, Kentucky, afirmou no começo do mês que ainda era cedo para prever com precisão o crescimento futuro das vendas, devido às grandes incertezas em torno das tarifas, mas disse que estava tentando aliviar o impacto acumulando estoques em mercados fora dos EUA.

A Brown-Forman transferiu mais produtos para França, Espanha, Alemanha e Polônia, onde tem sua própria rede de distribuição, afirmou a companhia no início deste mês.

"Nos mercados onde não possuímos nossa própria distribuição, será o distribuidor local, para o qual vendemos nosso próprio produto, quem decidirá se deve ou não aumentar o preço do produto que comprou da Brown-Forman e, em seguida, vender para o nível de varejo ", disse Lynch segunda-feira.

(Com a colaboração de Austin Weinstein)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos