Bolsas

Câmbio

Apple atualiza MacBook Pro antes de turbinar produção no 3º tri

Mark Gurman

(Bloomberg) -- A Apple apresentou a linha atualizada do MacBook Pro nesta quinta-feira, com máquinas mais velozes e com mais recursos, de olho nos fiéis usuários profissionais, como desenvolvedores de aplicativos e editores de cinema.

Os novos laptops, que assim como os modelos do ano passado têm versões de 13 e 15 polegadas, incluem upgrades voltados para profissionais: mais memória e capacidade de armazenamento, programação mais veloz, tela mais brilhante e teclado mais silencioso. Essas características foram solicitadas por usuários desde o lançamento do último design do MacBook Pro, em 2016. De acordo com a Apple, no caso do modelo maior, o novo MacBook Pro é até 70 por cento mais rápido do que o anterior. A versão menor chega a ter o dobro da velocidade.

"A última geração do MacBook Pro traz o notebook mais rápido e potente que já fizemos", afirmou Philip Schiller, executivo sênior de marketing mundial da Apple, em comunicado.

A tela dos novos laptops tem tecnologia True Tone, que muda as cores automaticamente com base no ambiente ao redor. A empresa também acrescentou um chip customizado, o T2, que oferece maior segurança e, pela primeira vez em um Mac, a opção de controle por voz via Siri. Os novos Macs têm processadores mais modernos da Intel.

O crescimento das vendas do iPad se desacelerou nos últimos anos, mas se mantém estável para a linha Mac. A Apple vendeu 19,3 milhões de Macs em 2017, praticamente a mesma quantia de cada um dos três anos anteriores. Profissionais especializados criticaram os upgrades recentes no Mac, mas a companhia repaginou sua abordagem com esse público e os últimos lançamentos foram elogiados.

A Apple teve 6,9 por cento de participação no mercado de microcomputadores no primeiro trimestre de 2018, segundo a Gartner, ficando atrás de HP (21 por cento), Lenovo (20 por cento) e Dell (16 por cento).

Os novos MacBook Pro chegam logo antes de um grande esforço de produção pela Apple. Neste terceiro trimestre, a empresa sediada em Cupertino, na Califórnia, pretende lançar três novos iPhones (um design atualizado para o iPhone X, um iPhone X gigante e um modelo mais barato com recursos do iPhone X, como identificação facial), novos iPad Pro com reconhecimento facial, Apple Watches com tela de ponta a ponta e um laptop de baixo custo para substituir o MacBook Air, segundo apurou a Bloomberg News.

Nos EUA, o MacBook Pro menor custará a partir de US$ 1.799 e o modelo maior custará a partir de US$ 2.399. As duas versões estão disponíveis já nesta quinta-feira no website da companhia e chegarão a algumas lojas Apple e revendedoras autorizadas nos próximos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos