PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Alimentação de gado piora escassez de grãos na Alemanha

Agnieszka de Sousa

17/08/2018 14h56

(Bloomberg) -- A alimentação de milhões de vacas e porcos deve aumentar as compras de safras feitas pela Alemanha, já que o segundo maior produtor de grãos da Europa lida com uma escassez de rações.

O clima extremamente seco e quente nos últimos meses estragou pastagens e safras, o que deixou o país prestes a colher a menor safra em 24 anos. A Alemanha, que durante anos dominou as exportações de grãos da União Europeia, se tornará importadora nesta temporada, segundo a corretora Amme & Müller.

"O maior problema na Alemanha é a perda de pastagens", disse Wienke Von Schenck, analista da AMI, com sede em Bonn. "Sem pastagens, não há grama, feno nem palha. Como você alimenta? Você tem que comprar grãos para forragens e outros ingredientes para rações."

Como a produção de milho deve cair para a metade e a de trigo diminuirá um quinto neste ano, os agricultores enfrentam uma disparada dos custos das compras para cobrir o déficit. Parte do trigo para forragens já foi comprado da Bulgária e da Romênia, porém será preciso mais, segundo a Amme & Müller.

"Ainda não é suficiente", disse Sven Martin, corretor da Amme & Müller em Berlim, em entrevista por telefone. "Temos moinhos, temos misturadores de rações que precisam de trigo o ano inteiro, porque os alemães não vão mudar o uso para consumo."

Escassez

As forragens para gado representam quase metade do consumo de trigo da Alemanha, de cerca de 21 milhões de toneladas. O país é o maior produtor de laticínios e suínos da UE.

A escassez também aumentará as importações de milho para forragens e de farinha de soja. Os pecuaristas, que normalmente alimentam seu gado com safras cultivadas nos próprios campos, estão sendo obrigados a comprar, disse von Schenck, da AMI. Os preços das rações para porcos atingiram o valor mais alto em cinco anos, e o alimento para o gado leiteiro está no valor mais caro em quatro anos, disse ela.

"Eles têm que comprar grãos para forragens do mercado", disse von Schenck. "Isso seria muito caro."

Ajuda

Para ajudar os agricultores, a Alemanha relaxará suas normas agrícolas para permitir o uso de mais terras para forragens, disse na quarta-feira a ministra da Agricultura, Julia Klöckner. A Comissão Europeia afirmou neste mês que os agricultores poderão receber parte de seus pagamentos para desenvolvimento direto e rural antes do normal.

As importações dependerão da quantidade de trigo para moenda que a Alemanha exportar, porque isso poderia ser designado para o gado. O total de exportações de trigo do país para países fora da UE poderia chegar a 1 milhão ou 1,5 milhão de toneladas nesta temporada, cerca de metade do patamar do ano passado e o nível mais baixo em 14 anos, segundo a Amme & Müller.

--Com a colaboração de Birgit Jennen.