ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Lamborghini Huracán Performante Spyder: US$ 310.000 de alegria

Hannah Elliott

10/09/2018 12h59

(Bloomberg) -- Se você quiser fazer uma executiva da Lamborghini rir, pergunte a ela sobre veículos elétricos.

Na semana passada, em um jantar com Katia Bassi, diretora de marketing da Lamborghini e membro do conselho da empresa, perguntei se a empresa fabricaria algum carro completamente elétrico.

Ela riu.

A pergunta não era tão absurda. Afinal, Mercedes-Benz, Jaguar e Porsche produziram recentemente veículos familiares completamente elétricos, e a Lamborghini acaba de lançar um veículo familiar (não elétrico) próprio. E, no início da semana anterior, a marca havia anunciado que usará tecnologia híbrida no agressivo Aventador.

Mas a Lamborghini, por sua própria natureza, atrai um tipo diferente de pessoa, disse Bassi, o tipo de gente que precisa de um motor estrondoso, mesmo que seja hibridizado, para se sentir apaixonado por um carro.

A maneira como ela rejeitou a ideia foi revigorante. Em uma época em que os executivos muitas vezes fazem apostas seguras e desviam-se de todas as perguntas, os líderes da Lamborghini parecem não sentir remorso por fabricar carros velozes e barulhentos.

Uma joia desse grupo é o Lamborghini Huracán Performante Spyder 2018. O conversível de US$ 308.859 é mais agressivo do que a excelente versão cupê do mesmo carro, produzida pela Lamborghini no ano passado. Mas, com toda essa determinação, ele também reivindica o título de Lamborghini mais dirigível e mais divertido que se pode comprar hoje em dia.

Vou explicar.

Ele é mais agressivo porque é US$ 25.000 mais caro que o cupê e é mais estrondoso, tanto para os olhos, com seu spoiler imponente, quanto para os ouvidos, com um formato conversível que permite ouvir bem o barulho do motor enquanto você dirige. Ele também é mais rígido, porque ao retirar o teto de um carro é preciso enrijecê-lo em outro lugar, já que ele não tem o pilar de solidez de um cupê.

O Huracán Performante Spyder também é o veículo mais dirigível da linha Lamborghini porque combina o melhor chassi leve de fibra de carbono e alumínio, freios sólidos de carbono-cerâmica e complicados sistemas de injeção de combustível. Também é muito mais rápido nas curvas e em percursos combinados do que o cupê Huracán devido à aerodinâmica ativa, que consiste em abas acionadas eletricamente no divisor dianteiro e na tampa do motor que, alternativamente, aumentam a força descendente e reduzem o arrasto. Isso possibilita que o Performante seja rápido nas curvas sem sacrificar o desempenho em linha reta. Assim como no cupê, ele também tem um sistema de suspensão de US$ 6.900, direção hidráulica dinâmica de US$ 2.400, ar-condicionado automático e um interior repleto de detalhes em compósito de carbono.

Atrás do volante, a pegada da direção é imediata; cada esquina é uma delícia. O Lamborghini Huracán Performante Spyder tem personalidade própria. Em termos de direção, é mais preciso que o Huracán, mais suave que o Aventador e tem uma visibilidade melhor que a do cupê Performante. Ao lado dele, os carros de outras marcas - os carros bons de outras marcas - parecem entediantes e sem graça.

Por isso, esta é a verdadeira emoção de dirigir o Lamborghini Huracán Performante Spyder. Embora a indústria automobilística esteja se tornando cada vez mais autônoma e elétrica - atributos que removem os seres humanos do ato e das sensações de dirigir -, a Lamborghini continua firme e forte.

Mais Economia