ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Bilionários

Guru de equipamento de ginástica fica bilionário à moda italiana

Reprodução/Instagram
Nerio Alessandri, fundador e presidente da Technogym Imagem: Reprodução/Instagram

Tom Metcalf

24/09/2018 11h02

(Bloomberg) -- Nerio Alessandri de vez em quando atua como o personal trainer mais rico --e talvez mais bem vestido-- do mundo.

De blazer azul e caça de sarja, o bilionário fundador e presidente da Technogym, de 57 anos, demonstra o melhor aparelho fabricado pela empresa, o Kinesis Personal Vision --uma estrutura elegante de braços de alumínio, cabos e painéis de aço escovado que oferece mais de 200 opções de exercícios.

A chamativa sede da empresa --em Cesena, cidade próxima ao Mar Adriático e localizada a uma hora de carro de Bolonha-- reflete o sucesso da economia que gira em torno da vida saudável. Restritas aos fisiculturistas na década de 1980, as academias de ponta e também aulas de ioga e spinning agora fazem parte da rotina moderna.

Indústria bilionária

Há muito dinheiro envolvido. A indústria de fitness e saúde mental e física movimentou US$ 542 bilhões em 2015, de acordo com o Global Wellness Institute. O fundador da Lululemon Athletica, Chip Wilson, entrou no ranking dos 500 mais ricos do mundo. E a startup Peloton Interactive atingiu valor de mercado de US$ 4 bilhões graças à popularidade do equipamento doméstico de ginástica conectado à internet.

Alessandri é o padrinho dessa nova economia.

"A Technogym foi pioneira ao combinar tecnologia e equipamentos para aumentar o desempenho dos exercícios e criar o melhor produto da categoria em um mercado de equipamentos já muito competitivo", disse Brian Wood, diretor-gerente da Imperial Capital. "A Peloton é com certeza um desdobramento do que fez a Technogym."

O primeiro equipamento foi montado na garagem do pai dele e, 35 anos depois, o foco em fitness fez com que Alessandri ficasse bilionário. A ação da Technogym subiu 46% no último ano. A participação dele na empresa responde por três quartos de sua fortuna de US$ 1,3 bilhão, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

Inovação

Mas a Technogym não pode se acomodar. A necessidade de inovação para justificar o preço mais alto dos produtos é constante e aparecem novos concorrentes a todo momento. A própria Peloton está entrando no segmento de esteiras, o mais importante entre as linhas de produtos Technogym. No mundo online, os produtos de ginástica de maior sucesso oferecem conteúdo e hospedam comunidades.

A Technogym vem cultivando uma rede digital há anos. Cerca de um quarto dos 40 milhões de usuários diários de equipamentos da marca utilizam a plataforma mywellness, que faz conexão com dados e programas de treinamento.

"Estar bem é um estilo de vida que apareceu há 2.000 anos na Itália, na época dos romanos. 'Mens sana in corpore sano'. Mente sã em um corpo saudável", prega Alessandri.

Preços correspondem ao luxo

Ele pratica o que fala. A casa dele está cheia de aparelhos, incluindo um no meio da biblioteca. A sede da Technogym em Cesena --com teto ondulado, revestimentos de madeira e robôs que cortam a grama-- é a catedral dessa mentalidade.

O prédio se destaca entre os pomares de pêssegos e galpões baixos que marcam a paisagem para quem dirige de Bolonha para lá. O edifício também funciona como marketing. Mais de 25 mil pessoas visitam o local todo ano, inclusive enquanto alguns dos 1.000 funcionários se exercitam em dezenas de esteiras, bicicletas ergométricas e aparelhos de musculação.

A loja em Milão é decorada com um letreiro em neon com o slogan da Technogym: "Let's Move For a Better World" ("Vamos nos mexer para um mundo melhor"). Os preços correspondem ao luxo do local. O equipamento Kinesis sai por 11.750 euros. Alessandri pensa no futuro da Technogym com cabeça de pai. "Tenho dois filhos e a Technogym é o terceiro", ele disse. "As únicas coisas que desejo para meus filhos é que tenham saúde, cresçam e sejam eternos."

--Com a colaboração de Jason Kelly e Chiara Remondini.

Mais Bilionários