PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

O segredo das criptomoedas: volumes multibilionários suspeitos

Camila Russo e Benjamin Robertson

27/09/2018 15h37

(Bloomberg) -- Há quatro meses, a BitForex era apenas uma das muitas bolsas desconhecidas que ofereciam aos usuários a possibilidade de negociar criptomoedas como o bitcoin.

Hoje, a plataforma com sede em Cingapura registra regularmente transações diárias por mais de US$ 5 bilhões -- um volume quase igual ao da Bolsa de Londres, que tem 217 anos.

Como foi que a BitForex -- e outras startups como ela -- se expandiram tão rapidamente apesar da forte queda dos preços dos ativos digitais e da desaceleração da atividade em lugares mais consolidados?

Muitos participantes do mercado dizem suspeitar que essas bolsas de crescimento rápido estejam oferecendo incentivos que encorajam os usuários a inflar os volumes ou não estejam fazendo o suficiente para impedir abuso em suas plataformas. Luz vermelha na BitForex: o volume reportado é de longe o maior entre as 219 plataformas monitoradas pela CoinMarketCap.com, apesar de o tráfego em seu site representar uma pequena fração do da maioria das outras bolsas.

Para os investidores individuais atraídos por bolsas com volumes inflados, o risco é que, se eles venderem os ativos, receber o valor completo da venda com as taxas prevalentes no mercado pode ser muito mais difícil do que os números informados sugerem. Dúvidas sobre a integridade dos criptomercados dissuadiram alguns gestores profissionais de recursos de investir em moedas virtuais e levaram os órgãos reguladores a analisar as bolsas mais de perto, apesar de algumas fazerem grandes esforços para evitar manipulações.

"Algumas bolsas dirão "todos fazem isso, então eu também faço", disse Neil Woodfine, ex-executivo de criptobolsas que hoje dirige a Clavestone, um serviço de gerenciamento de senhas do bitcoin. "Os novos traders receberão feedback muito rapidamente ao interagir com o mercado em operações que não estão sendo executadas pelo preço que desejam."

Mineração de transações

O trading disparou na BitForex por causa do chamado sistema de mineração de transações da bolsa, disse Garrett Jin, vice-presidente da BitForex, em resposta por e-mail a perguntas.

A mineração de transações, também conhecida como mineração de operações, é uma prática controversa. Na BitForex, os usuários ganham o equivalente a US$ 1,20 em tokens digitais emitidos pela bolsa por cada US$ 1 que pagam em taxas de transação. É um sistema que, segundo os críticos, está feito sob medida para encorajar o "wash trading" -- prática na qual um trader ou uma equipe de traders compra e vende o mesmo ativo várias vezes para inflar a atividade do mercado.

Se as moedas distribuídas pela BitForex conservarem seu valor, os clientes podem efetivamente ganhar dinheiro grátis usando programas automatizados, conhecidos como "bots", para fazer swaps constantes de criptomoedas entre contas controladas por eles. (Nem todas as bolsas com mineração de operações oferecem reembolsos superiores ao valor das taxas de comissão pagas pelos clientes).

Bolsas que oferecem ou já ofereceram incentivos semelhantes com a mineração de transações, como DOBI Trade, FCoin, CoinSuper e CoinBene, não responderam a pedidos de comentários.

"Volumes falsos são, infelizmente, muito comuns no atual ecossistema de criptobolsas", disse Jim Bai, CEO da EverMarkets Exchange. "A indústria vai amadurecer, é claro. Quando isso ocorrer, bolsas mais legítimas surgirão e fornecerão incentivos estruturais reais e benéficos suficientes para que as pessoas não sejam induzidas a operar em lugares questionáveis. Será um mercado mais saudável."

--Com a colaboração de Olga Kharif e Andrea Tan.

Repórteres da matéria original: Camila Russo em N York, crusso15@bloomberg.net;Benjamin Robertson em Hong Kong, brobertson29@bloomberg.net

PUBLICIDADE