PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

Snap confirma investigação sobre informações antes de IPO

Edvard Pettersson

14/11/2018 12h00

(Bloomberg) -- A Snap, dona do aplicativo Snapchat, anunciou que o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ, na sigla em inglês) e a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) estão investigando acusações de que a empresa induziu investidores a erro antes de sua oferta pública inicial, no ano passado.

"A Snap vem respondendo a intimações e solicitações de informações de funcionários do DOJ e da SEC", informou a empresa, na terça-feira (13), em comunicado.

"Entendemos que esses órgãos reguladores estão investigando questões relacionadas às acusações anteriormente divulgadas apontadas na ação coletiva a respeito de nossas manifestações para o IPO. Embora não tenhamos total visibilidade dessas investigações, nosso entendimento é que o DOJ provavelmente esteja focado em revelações para o IPO relacionadas à concorrência com o Instagram."

Investidores da Snap afirmam, em ação judicial relacionada a títulos em um tribunal federal de Los Angeles, que antes do IPO a Snap nunca havia revelado o quanto a concorrência do Instagram, o aplicativo de compartilhamento de fotos, prejudicou seu crescimento no segundo semestre de 2016.

Eles afirmam também que a Snap não havia revelado uma ação judicial sigilosa a partir da denúncia de um ex-funcionário que alegou imprecisões nos cálculos e na divulgação de usuários ativos diários pela empresa.

"Continuamos acreditando que as alegações da ação coletiva não têm mérito e que nossas manifestações para o IPO foram precisas e completas", informou a Snap no comunicado.

Em junho, um juiz federal negou o pedido da Snap de que as acusações dos acionistas fossem rejeitadas.

(Com a colaboração de Sarah Frier)

Cotações