PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Correção: Brasileiros vão do amor à rejeição por fundo da Pimco

Vinícius Andrade e Felipe Marques

29/11/2018 07h00

(Bloomberg) -- (Corrige nome o nome da contraparte estrangeira do fundo, tamanho e desempenho relativo no primeiro e terceiro parágrafos)O Pimco GIS Income Fund, fundo de investimento de US$ 58,7 bilhões, foi um sucesso entre os investidores brasileiros no ano passado. Agora, eles estão tirando dinheiro quase tão rapidamente quanto colocaram.

As saídas líquidas do fundo totalizaram R$ 3,6 bilhões nos primeiros 10 meses de 2018, em comparação com captação de R$ 8 bilhões em 2017, segundo dados compilados pela Bloomberg para o fundo Pimco Income FIM IE, que investe 99% de seus ativos no fundo principal da Pimco. A reversão deixou o fundo brasileiro com menos da metade dos ativos que tinha em fevereiro.

O motivo não é difícil de identificar: o retorno do fundo do Brasil neste ano caiu para 2,44%, menos da metade do retorno do CDI no mesmo período. Apenas um ano antes, o fundo superou o benchmark brasileiro em aproximadamente 50%. Já o fundo no exterior teve uma performance superior a de 98% dos pares.

Lançado em fevereiro de 2016, a versão local do fundo Pimco atraiu brasileiros dispostos a investir no exterior para escapar dos altos e baixos do mercado local trazidos pela série de escândalos políticos do país. Também ajudou que as corretoras, incluindo a XP Investimentos, começaram a vender os fundos da Pimco para a classe média brasileira - permitindo que a Pimco tivesse acesso a um mercado que nunca alcançou antes na maior nação da América Latina.

O fundo "oferece uma abordagem diversificada para investimentos globais de renda fixa que pode trazer maior equilíbrio para os portfólios dos investidores, especialmente para aqueles que têm exposição significativa a um mercado específico", disse a Pimco em um e-mail. O fundo no Brasil teve um retorno total de 41% desde 2016 "mantendo uma baixa correlação com os mercados brasileiros", disse Pimco.