PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Usar Uber em Nova York será mais caro no ano que vem

Joshua Brustein

18/12/2018 13h02

(Bloomberg) -- Os preços da Uber em Nova York -- maior mercado da empresa nos EUA -- vão aumentar em 2019. Os da Lyft também. Todos os veículos que transportam passageiros nas áreas mais movimentadas de Manhattan terão que cobrar uma taxa de US$ 2,75 a partir de 1º de janeiro, como parte de um plano para reduzir o tráfego e arrecadar dinheiro para a Autoridade Metropolitana de Trânsito da cidade. A Uber afirma que o congelamento de novas licenças já está pressionando os preços para cima, assim com o salário mínimo obrigatório para motoristas de táxi, que deve entrar em vigor no fim deste mês. Como qualquer empresa de tecnologia que se preze e cujo produto principal é um algoritmo misterioso, a Uber diz que não sabe exatamente como serão os preços no ano que vem, só sabe que serão mais altos.

A Uber geralmente se opõe a qualquer coisa que torne seu serviço mais caro. A empresa tem sido implacável em sua busca por preços mais baratos ao longo de sua transformação de serviço de carros pretos de luxo para empresa que busca atrair passageiros para viagens compartilhadas. No entanto, enquanto lutava contra as novas regras salariais e o congelamento das licenças para novos motoristas, a empresa adotou as taxas de congestionamento. Tanto a Uber quanto a Lyft apoiaram a taxa de US$ 2,75 e estão fazendo lobby ativamente em Albany, capital do estado de Nova York, e em outros lugares para que todos os veículos que entrarem em áreas centrais com muito tráfego tenham que pagar uma taxa.

Menos motoristas

A taxa de congestionamento para os táxis é ligeiramente menor, de US$ 2,50 por viagem, mas os taxistas temem que qualquer redução nos negócios acabe sendo desastrosa. "Os táxis amarelos estão em uma crise tão grave que, na minha opinião, neste momento qualquer tipo de sobretaxa teria um impacto devastador", disse Bhairavi Desai, diretora-executiva da New York Taxi Workers Alliance.

Os motoristas de táxi estão desesperados para que o governo estadual impeça a implementação de novas taxas ou para receber algum alívio em um plano mais amplo de precificação de congestionamento que começará a ser debatido no início de 2019. Durante a semana passada, um pequeno grupo de taxistas se manifestou em frente ao escritório do governador Andrew Cuomo, em Manhattan, com cartazes do tipo "Precificação de Congestionamento = Minha Falência" e pedindo aos motoristas que passavam que participassem de uma manifestação maior planejada para quarta-feira. Muitos taxistas buzinavam, supostamente em apoio à medida, quando passavam pelo lugar.