PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Analistas alertam que alta do bitcoin desta semana é passageira

Eddie van Der Walt

20/12/2018 15h59

(Bloomberg) -- A alta de mais de 25% do bitcoin nesta semana impressiona, mas, tomando o histórico de preços como parâmetro, não sinaliza um retorno às épocas anteriores de disparada.

O impulso que fez a moeda subir de menos de US$ 1 para quase US$ 20 mil entre 2011 e o fim do ano passado acabou e provavelmente não retornará, segundo traders e analistas que buscam mapear padrões em busca de pistas sobre a direção dos preços. O motivo é que uma das principais tendências de alta de sua escala logarítmica fracassou, disseram.

Nem mesmo otimistas em relação às criptomoedas como Charlie Morris, um gerente de fundos da Atlantic House que administra US$ 1 bilhão em ativos, acreditam em um futuro tão brilhante quanto o passado. Ativo no mercado desde 2013, ele disse que os ganhos provavelmente serão mais modestos agora após o declínio de mais de 70% deste ano.

"Essa tendência foi ótima, mas se quebrou", disse Morris, em carta aos investidores. "A escala de longo prazo mostra que é preciso se preparar para taxas de retorno menores."

É possível traçar paralelos entre o estouro da bolha do último ano e o fim do boom das pontocom da década de 1990, segundo Paul Day, analista técnico e chefe de futuros e opções da Market Securities Dubai. O Nasdaq Composite Index também despencou quase 80% na época. Quando finalmente se recuperou e retornou aos patamares anteriores ao colapso, mais de 15 anos depois, muitas das estrelas do começo já não estavam presentes.

"Mesmo que as criptomoedas sobrevivam e as vencedoras se transformem em meios viáveis de troca nos próximos anos, não é possível afirmar que os vencedores já foram criados", disse, por e-mail.