PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Avôs bilionários abrem portas para nova geração de mulheres

Frederik Balfour e Blake Schmidt

29/01/2019 11h26

(Bloomberg) -- As salas do conselho de famílias bilionárias da Ásia estão abrindo portas para as herdeiras.

Michelle Li, a neta de 23 anos de Li Ka-shing, a pessoa mais rica de Hong Kong, juntou-se a ele, ao pai e ao tio no conselho de administração da Chesterfield Realty, uma unidade da CK Hutchinson Holdings que é controlada pela família, de acordo com o Registro de Empresas de Hong Kong.

Ela é uma das mulheres de terceira geração que estão sendo preparadas para a liderança em conglomerados criados por alguns dos patriarcas mais ricos de Hong Kong. Seu pai, Victor Li, assumiu no ano passado o lugar de Li Ka-shing, de 90 anos, na presidência das principais empresas do grupo, e a nomeação dela evidencia que o planejamento da sucessão já está em andamento para daqui a uma geração.

Sonia Cheng, formada pela Universidade de Harvard, dirige a Rosewood Hotels, braço da New World Development, que foi fundada por seu avô, Cheng Yu-tung. Kristine Li, a neta mais velha do magnata dos imóveis Lee Shau Kee, estudou na Universidade de Stanford e é vice-gerente geral da Henderson Land Development.

Teto de vidro

"Essas mulheres têm muito a contribuir e podem se tornar bons exemplos se assumirem a liderança", disse Petula Ho, professora do Departamento de Serviço Social e Administração Social da Universidade de Hong Kong, onde 2 de 10 professores são mulheres. "Mas isso tem um enorme viés de classe, e elas vêm de famílias extremamente ricas. Para outras, o teto de vidro é algo muito real. Hong Kong continua sendo um mundo de homens."

Na China, onde fortunas foram criadas mais recentemente, só agora o controle está começando a ser transmitido à segunda geração, e boa parte dela é composta por mulheres.

Yang Huiyan, copresidente da Country Garden Holdings, tinha apenas 23 anos em 2005, quando herdou a participação de seu pai nessa incorporadora imobiliária. Formada pela Universidade Estadual de Ohio, ela agora tem um patrimônio de US$ 19,2 bilhões e é a mulher mais rica da China, segundo o Bloomberg Billionaires Index, um ranking das 500 pessoas mais ricas do mundo.

Theresa Tse, formada pela Faculdade de Administração de Wharton, da Universidade da Pensilvânia, tinha 22 anos em 2015, quando se tornou presidente da Sino Biopharmaceuticals, do pai dela. Sua participação vale US$ 1,1 bilhão.

Perenna Kei, de 28 anos, entrou no conselho da Logan Property Holdings em 2010. A empresa foi fundada pelo pai dela, Kei Hoi Pang.

--Com a colaboração de Shawna Kwan e Venus Feng.

Repórteres da matéria original: Frederik Balfour em Hong Kong, fbalfour@bloomberg.net;Blake Schmidt em Sao Paulo, bschmidt16@bloomberg.net