PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Unidade de saúde da Alphabet enfrenta epidemia de opioides

Kristen V. Brown

06/02/2019 15h14

(Bloomberg) -- A Verily, a unidade experimental de saúde da Alphabet, planeja fechar parceria com hospitais de Ohio, um dos estados mais atingidos pela epidemia de opioides nos EUA, com uma abordagem tecnológica para o tratamento de pessoas com transtornos relacionados ao consumo abusivo de substâncias.

A Verily anunciou na terça-feira que ajudará a lançar uma organização independente sem fins lucrativos chamada OneFifteen, que planeja montar uma instalação de tratamento para dependentes em Dayton com moradias e um centro de tratamento de medicina comportamental.

A ideia é aplicar a abordagem centrada em dados da Verily à dependência, usando informações analíticas para melhorar o atendimento gerando conhecimento ao longo do tempo a partir de dados operacionais e clínicos. A Samaritan Behavioral Health, uma subsidiária da Premier Health, trabalhará com a Verily oferecendo assistência clínica para o projeto. A Kettering Health Network também é parceira.

O plano da Verily para enfrentar questões da saúde mental e vício é apenas a mais recente incursão da Alphabet nos ramos de assistência médica e ciências biológicas. Por meio da Verily e de outras ramificações da empresa, a Alphabet, empresa controladora do Google, tem estudado a erradicação de doenças transmitidas por mosquitos, a aplicação da inteligência artificial na saúde e os mecanismos moleculares do envelhecimento. A empresa contratou o ex-CEO da Geisinger Health, David Feinberg, para comandar o Google Health.

"Uma equipe de clínicos, engenheiros e especialistas em sistemas de saúde da Verily realizou uma avaliação da crise de opioides e descobriu uma série complexa de desafios que abrangem quase todos os aspectos de nossa sociedade", afirmou a Verily em postagem de blog. "Reconhecemos que um eixo comum destes desafios foi a ausência de informações de alta qualidade para orientar indivíduos, comunidades e legisladores a adotarem modelos de tratamento que respaldarão a prevenção e a recuperação."

Enfrentar a epidemia de opioides talvez seja a iniciativa mais ambiciosa já realizada pela empresa. As overdoses de opioides foram vinculadas a cerca de 50.000 mortes nos EUA em 2017. Ohio está entre os cinco principais estados em mortes por overdose relacionada a opioides, segundo os Institutos Nacionais de Saúde, com mais que o dobro da taxa nacional.

A nova instalação em Dayton começará a atender pacientes no segundo trimestre. Um campus de saúde completo está previsto para 2020.