PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Após conquistar EUA, PopSockets estuda IPO e aposta na Ásia

Sophie Alexander

08/02/2019 14h55

(Bloomberg) -- Há nove anos, um professor de filosofia chamado David Barnett colou dois botões na parte de trás do celular para que o fio do fone de ouvido não embolasse. Agora, ele planeja a abertura de capital da PopSockets, a empresa de US$ 200 milhões que surgiu a partir de sua ideia.

Nunca ouviu falar na PopSockets? Tudo bem, porque provavelmente você já viu os produtos da empresa na parte de trás do celular de algum adolescente. A companhia com sede em Boulder, Colorado, oferece as pequenas e onipresentes maçanetas de plástico (a versão destacada agora no site exibe a imagem do campeão do Super Bowl, o New England Patriots), versões de menor porte (PopMini), suportes, carteiras e capas. Você pode até criar seu próprio design. O sucesso da empresa está diretamente relacionado à sua presença nas redes sociais.

O PopSocket é um produto que "encaixa bem na comunidade de influencers", disse Conor Begley, fundador da Tribe Dynamics, uma empresa de marketing para marcas. "Para que serve um PopSocket? É para tirar selfies com um iPhone muito grande. Por isso, para quem usa o iPhone como câmera o tempo todo, o PopSocket é muito útil."

Barnett, que disse que a empresa planeja uma grande expansão para a Ásia, estuda uma abertura de capital para poder fornecer opções de ações aos funcionários e aumentar a liquidez.

"As avaliações no mercado público, apesar do que muitos grupos de private equity dirão, pelo menos no nosso setor, parecem melhores do que as avaliações no mercado privado", disse ele.

Começo difícil

Em 2014, Barnett deixou seu emprego de professor na Universidade de Colorado-Boulder e começou a trabalhar em sua startup em tempo integral. Seus amigos e familiares não o apoiaram plenamente, disse ele. "Eles achavam a ideia boba", disse Barnett, 48. "Eles debocharam de mim até o segundo ano de atividade, quando a empresa finalmente começou a decolar."

Nos primeiros anos, ocorreram alguns problemas. A primeira remessa que Barnett recebeu em 2014 incluiu 30.000 PopSockets com defeito. Ele precisou substituir a cola de cada um deles. "Foi um pedido atrás do outro com produtos defeituosos", disse ele.

Ele acabou vendendo essas 30.000 unidades. As vendas continuaram aumentando, de 300.000 para 3 milhões de unidades até 2016 (a Bloomberg não pôde confirmar os números de vendas de forma independente).

Popularidade

Depois, o grande sucesso ocorreu graças às redes sociais. Gigi Hadid, modelo americana que tem 45,8 milhões de seguidores no Instagram, começou a publicar selfies tiradas na frente do espelho com seu PopSocket. Mais ou menos na mesma época, Ryan Seacrest foi visto tirando uma selfie no tapete vermelho do Grammy com um PopSocket.

Até 2017, Barnett vendeu 35 milhões de unidades. Em 2018, a PopSockets afirmou ter vendido 60 milhões de produtos e obtido uma receita de mais de US$ 200 milhões. A empresa também lançou um programa chamado Poptivism, que doa metade do arrecadado com os PopSockets criados pelos clientes para a instituição de caridade que eles escolherem.

"Meu verdadeiro objetivo era simplesmente colocar um produto nas prateleiras das lojas", disse Barnett. "Eu achava que seria muito legal poder entrar em uma loja e dizer: 'Eu inventei isso!'."