PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Produtora de lítio afirma que temor sobre excesso diminuiu

Laura Millan Lombrana

21/03/2019 13h02

(Bloomberg) -- Após enfrentar forte resistência no ano passado na busca para levantar capital, a pequena mineradora Bacanora Lithium acredita que chegou o momento de retomar a caçada.

Em julho, a empresa com sede em Londres cancelou a venda de US$ 100 milhões em ações que tinha o objetivo de financiar a construção da primeira mina de lítio do México. Agora o CEO da Bacanora afirma que o apetite dos investidores voltou após meses de incerteza devido aos preços e aos temores em relação ao excesso de oferta do mineral essencial para alimentar baterias de veículos elétricos.

"Esse enorme excesso de oferta não se concretizou -- as pessoas perderam esse medo", disse Peter Secker, na terça-feira, por telefone. "Achamos que este é um bom momento para retornar aos mercados de ações e levantar o resto do dinheiro necessário para construir o projeto."

O mercado parece ter renovado a confiança. Apesar de as ações da Bacanora terem caído 73 por cento desde que começaram a ser negociadas, há um ano, quando os preços do lítio estavam prestes a atingir níveis históricos, a Bacanora Lithium deu um salto de 47 por cento na semana passada quando a empresa anunciou que estava discutindo com possíveis investidores.

Equilíbrio delicado

A forte reação se deu em um momento em que as mineradoras consolidadas tinham dificuldades para atender a crescente demanda por lítio e em que as recém-chegadas sofriam com contratempos para levantar recursos e começar a produzir. O mercado está em um equilíbrio delicado, sem a expectativa de entrada em operação de volumes significativos a curto prazo e com projeção de que a demanda aumentará mais de 10 por cento ao ano, disse Daniela Desormeaux, CEO da consultoria SignumBOX. O declínio nos preços tem mais a ver com a normalização do mercado do que com a piora dos fundamentos, disse.

"Os preços do lítio estão se estabilizando agora e este certamente é um momento melhor para levantar recursos do que seis meses atrás", disse Christopher Perrella, analista da Bloomberg Intelligence. "Boa parte do lítio mais acessível e econômico já foi extraído, por isso haverá uma necessidade de projetos de pequena escala começando do zero no futuro."

Grandes projetos

As expansões ambiciosas das líderes do setor Albemarle e Sociedad Química y Minera de Chile no Chile, e também de diversas mineradoras na Argentina, não trouxeram produção nova ao mercado na velocidade esperada, disse Secker. Isso cria uma oportunidade para novas minas como o projeto Sonora da Bacanora Lithium. A mina de US$ 460 milhões pode começar a produzir já em julho de 2021 se conseguir fechar o financiamento no segundo trimestre e iniciar a construção em julho, disse.

A Bacanora Lithium pretende levantar US$ 150 milhões a US$ 180 milhões com um a três investidores, com Citigroup Global Markets e Canaccord Genuity Group atuando como corretores. A empresa já levantou US$ 150 milhões em dívidas e conseguiu financiamento do Fundo Geral de Reserva do Estado de Omã (SGRF, na sigla em inglês) e com a japonesa Hanwa, que tem um acordo de participação para a produção da mina.