IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Sucesso do 5G vai depender de nova tecnologia WiFi, diz Cisco

Ian King

29/04/2019 12h23

(Bloomberg) -- O setor de tecnologia tem destacado as vantagens das redes celulares 5G, mas a Cisco Systems avisa que a prometida revolução em conectividade vai depender, em grande parte, de uma fonte mais prosaica: do WiFi.

Uma nova versão da onipresente tecnologia de conexão de curto alcance está sendo lançada este ano, chamada de WiFi 6. A nova tecnologia terá capacidade de conectar muito mais dispositivos a um ponto de acesso, com velocidades de dados e tempos de resposta muito mais rápidos, segundo os defensores da nova versão, refletindo as promessas do celular 5G.

Embora o 4G ofereça internet móvel de alta velocidade aos consumidores, houve pouco esforço para que funcionasse com o WiFi e isso reduziu seu potencial de transformar os negócios, segundo Gordon Thomson, vice-presidente de vendas de redes corporativas da Cisco. Desta vez, como as duas tecnologias serão lançadas este ano, as redes estarão repletas de aparelhos eletrônicos que falam com outros eletrônicos, não apenas com smartphones, e por isso o WiFi será crucial, disse.

"Até o momento, conectamos pessoas e dispositivos", disse Thomson. "Agora estamos caminhando para um mundo de coisas conectadas. Acredito que isso vai impulsionar a transformação dos negócios que acreditamos estar a caminho."

Uma das maiores fabricantes de equipamentos que são a espinha dorsal de redes corporativas e da internet, a Cisco estima que 50% do tráfego de dados da internet seja transportado por WiFi. Os telefones precisam ser capazes de fazer uma transição perfeita entre o celular e o WiFi. Os pontos de acesso WiFi se tornarão mais importantes à medida que conectam tudo, como sinais luminosos de produtos que mostram às empresas exatamente onde estão pequenos itens em seus depósitos, sensores embutidos em prédios que ajustam a temperatura às preferências pessoais e sensores em hospitais que indicam se visitantes ou funcionários estão lavando as mãos de forma correta.

A Cisco, uma das maiores fornecedoras desses pontos de acesso para empresas, está oferecendo novos dispositivos de acesso WiFi 6, máquinas de comutação de núcleo para direcionar melhor o tráfego, e tem parcerias com empresas como Samsung Electronics para garantir que o roaming entre celulares e WiFi ocorra sem interrupções, disse Thomson.

Passageiros da Carnival têm trazido mais dispositivos conectados aos navios e exigindo melhores serviços, disse Reza Rasoulian, responsável por projetos de conectividade da operadora de cruzeiros. Um navio de grande porte terá até 5.000 pontos de acesso para atender essa demanda, disse.

A empresa busca novas tecnologias de rede para diminuir o número de roteadores sem fio instalados e habilitar serviços como rastreamento, bagagem e automatizar outros aspectos do gerenciamento de navios, disse. A tarefa é particularmente difícil porque a tecnologia sem fio enfrenta grandes desafios a bordo - alta demanda e muita interferência de rádio. Melhorias no WiFi 6 e novos recursos de gerenciamento, como a capacidade de rastrear com mais cuidado o tráfego de dados e utilização, devem ajudar a implementação, afirmou.

"Temos muitos navios, muitos convidados e muito metal", disse. "Está muito melhor do que há cinco anos. A indústria ainda tem trabalho pela frente? Sim."

Economia