PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Disney assume controle do Hulu e acirra disputa com Netflix

Gerry Smith e Lucas Shaw

14/05/2019 14h22

(Bloomberg) -- A Walt Disney vai assumir o controle operacional total do Hulu. O acordo com a Comcast avalia o serviço de streaming em mais de US$ 27 bilhões e acirra a disputa com a Netflix.

O valuation representa uma aposta na contínua e rápida expansão do Hulu, que exibe produções originais de sucesso como "The Handmaid's Tale". Há apenas um mês, o Hulu estava avaliado em US$ 15 bilhões, quando comprou de volta uma participação de 9,5% da AT&T. No acordo, a Disney garante à Comcast um valuation de pelo menos US$ 27,5 bilhões até o início de 2024, quando a Comcast poderá vender sua participação para a Disney.

O Hulu deve ser um dos principais motores da ousada iniciativa da Disney no mercado de streaming. A gigante de entretenimento espera que o Hulu alcance até 60 milhões de assinantes no ano fiscal de 2024, acima dos 25 milhões do ano passado. Para dar esse salto, a empresa conta com seu novo serviço de streaming Disney+, com previsão de lançamento em novembro.

"Agora, vamos poder integrar o Hulu completamente em nosso negócio direto ao consumidor", disse o presidente da Disney, Bob Iger, em comunicado.

Com a operação, pela primeira vez o Hulu passa a ser controlado por uma única empresa de mídia, marcando o fim de uma saga complicada sobre controle acionário no setor de entretenimento. A NBC e a Fox fundaram o Hulu há mais de uma década, como opção para que telespectadores assistissem à programação da noite anterior pela internet. Depois, a Disney comprou uma participação acionária no serviço de streaming, e os três gigantes de mídia disputavam o comando do Hulu enquanto a Netflix ganhava terreno. A Netflix agora tem valor de mercado de US$ 152 bilhões, 10 vezes superior ao valuation mais recente do Hulu.

A Disney assumiu o controle majoritário do Hulu este ano ao comprar a participação da Fox como parte de sua aquisição de US$ 71,3 bilhões do império de entretenimento de Rupert Murdoch.

Repórteres da matéria original: Gerry Smith em N York, gsmith233@bloomberg.net;Lucas Shaw em Los Angeles, lshaw31@bloomberg.net