PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Aposta da Amazon em telefonia móvel seria "insana", diz analista

Jeran Wittenstein

31/05/2019 15h37

(Bloomberg) -- A Amazon.com é famosa por seu apetite para entrar em novos mercados. Mas uma informação de que a empresa considera uma incursão no setor de telefonia móvel foi vista como exagerada por um analista de Wall Street.

A maior varejista on-line do mundo estaria interessada em comprar o serviço de telefonia sem fio pré-pago Boost Mobile da Sprint e T-Mobile US, segundo informações da Reuters, que citou pessoas com conhecimento do assunto.

"De vez em quando, aparece uma notícia muito maluca", escreveu Craig Moffett, analista da MoffettNathanson, em relatório na sexta-feira.

A T-Mobile e Sprint avaliam a venda de algumas frequências para ganhar a aprovação do Departamento de Justiça para a fusão das empresas. A Amazon também estaria interessada em qualquer espectro sem fio à venda, segundo a Reuters.

"A Amazon pode ter visões de longo prazo de drones de entrega sem piloto e veículos de entrega sem motorista, mas a ideia de que alguém deseje operar sua própria rede proprietária para tais fins é economicamente insana", disse Moffett, que tem 30 anos de experiência no setor de telecomunicações.

A Amazon aluga cabos submarinos proprietários e instalações de longa distância, assim como muitas outras empresas, mas isso está muito longe de operar uma rede de cobertura total, explicou Moffett.

"As redes devem, por necessidade econômica, estar abertas a todos os interessados", escreveu. Portanto, administrar sua própria rede sem fio para obter vantagem competitiva em outro negócio, como entrega por drones ou caminhões de entrega autônomos, "é uma tarefa de tolo", escreveu.