PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Empresa de pagamentos quer dobrar receita com aposta na Índia

Ameya Karve e John Xavier

08/07/2019 08h53

(Bloomberg) -- Empréstimos de US$ 30 e apólices de seguro de vida por trinta centavos por mês: com essa estratégia, uma empresa de pagamentos digitais da Índia pretende dobrar a receita e atingir o equilíbrio este ano.

Em seus 10 anos de existência, a One MobiKwik System começou como uma empresa de pagamentos on-line e agora oferece produtos financeiros, como seguros, aplicações em ouro e fundos mútuos. A empresa, que planeja uma oferta pública inicial nos próximos dois anos, acredita que a diversidade de seus serviços é a chave para o crescimento em um setor ainda incipiente.

"Os usuários que fazem pagamentos on-line na Índia ainda não chegam a 180 milhões ou quase 10% da população", disse Upasana Taku, cofundador da MobiKwik e diretor de operações. "Ainda há uma enorme oportunidade para aproveitar", disse em entrevista em Mumbai no mês passado.

A demanda por crédito no varejo da Índia deve crescer 60%, para 53 trilhões de rupias (US$ 771 bilhões) nos próximos quatro anos, segundo dados da Associação de Bancos Digitais da Índia. O orçamento anunciado na sexta-feira pela ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, inclui medidas para impulsionar transações digitais no país, como cobrar impostos sobre saques de alto valor e forçar a maioria das empresas a oferecer pagamentos digitais sem custo adicional.

A MobiKwik planeja levantar US$ 50 milhões com um investidor antes do IPO, disse Taku, sem dar mais detalhes. A empresa tem entre seus principais investidores a Sequoia Capital, American Express e Cisco Investments. A MobiKwik diz que realiza mais de um milhão de transações por dia, com empréstimos concedidos a meio milhão de seus 107 milhões de usuários até o momento e vendas de quase 3 mil apólices de seguro por dia.

Repórteres da matéria original: Ameya Karve em Mumbai, akarve@bloomberg.net;John Xavier em Mumbai, jxavier20@bloomberg.net