PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Fed de NY alerta para nível de reservas depois de turbulência

Matthew Boesler

23/09/2019 15h54

(Bloomberg) -- A turbulência nos mercados monetários na semana passada levanta questões sobre o nível apropriado de reservas bancárias no sistema financeiro, disse o presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams.

É "importante examinarmos essas dinâmicas recentes do mercado e suas implicações para as necessidades de liquidez em relação à quantidade total de reservas mantidas no Federal Reserve", afirmou Williams na segunda-feira em discurso em Nova York.

Os comentários do responsável pelo Fed de Nova York seguem uma semana de volatilidade nos mercados monetários sem precedentes desde a crise financeira. Os juros de curto prazo subiram em meio à tensão, elevando a taxa de referência do banco central dos EUA acima da meta e forçando o Fed de Nova York a intervir com empréstimos à vista pela primeira vez em uma década para segurar o aumento.

"Continuaremos a monitorar e analisar de perto os desenvolvimentos", disse Williams, acrescentando que as autoridades "avaliarão as implicações para o nível apropriado de reservas e tempo para retomar o crescimento orgânico do balanço do Federal Reserve".

Essa observação ecoou um comentário do Presidente do Fed, Jerome Powell, feito aos repórteres em conferência de imprensa na quarta-feira após o banco central ter cortado as taxas pela segunda vez em dois meses.

Nos anos seguintes à crise, o Fed expandiu seu balanço patrimonial para US$ 4,5 trilhões por meio de compras de títulos destinadas a reduzir as taxas de juros de longo prazo. De outubro de 2017 a julho de 2019, desfez parcialmente sua carteira de títulos, drenando dinheiro do sistema bancário no processo.

A turbulência da semana passada - que se centrou no mercado de operações compromissadas - colocou a atenção no fato de o Fed ter ido longe demais em encolher sua carteira de títulos e quando o banco central começaria a retomar a expansão do balanço para acompanhar o ritmo do mercado, diante das necessidades de uma economia em crescimento.

Para contatar a editora responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net