PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Chineses usam divórcio falso para burlar regras imobiliárias

Bloomberg News

25/09/2019 08h13

(Bloomberg) -- Fingir um divórcio tem sido uma manobra usada por casais chineses desesperados para escapar das restrições para a compra de imóveis.

Mas uma família na cidade de Lishui exagerou no golpe, com 23 divórcios e casamentos em um mês.

Com o ardil, tinham como objetivo obter uma maior compensação pela demolição de sua propriedade para um novo imóvel. De acordo com o sistema, cada membro da família teria direito a 40 metros quadrados de espaço no novo empreendimento.

Tudo começou com Pan, que morava na casa e se casou novamente com a ex-esposa, permitindo que ela se qualificasse para o plano de compensação, informou o jornal estatal da cidade na terça-feira. Duas semanas depois, ele se divorciou dela e se casou com a cunhada, que foi incluída no plano.

Foi assim que cada novo membro da família ampliava a quantidade de espaço a ser concedido como compensação, até que autoridades do governo descobriram que a casa de repente abrigava 13 pessoas. Onze foram presas, segundo o jornal.

Embora seja um caso extremo na China -- onde os habitantes são obcecados por imóveis, mas precisam passar por uma série de restrições para comprá-los --, o golpe na cidade é mais compreensível, já que os preços dos imóveis em Lishui subiram 31% nos últimos dois anos, segundo o provedor de dados Fangjia.com.

To contact Bloomberg News staff for this story: Emma Dong Shanghai, edong10@bloomberg.net