PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Tio de produtor de Baby Shark vira bilionário em acordo com MLB

Yoojung Lee

28/01/2020 14h48

(Bloomberg) -- "Baby Shark", a música pegajosa e hino de fato da equipe de beisebol Washington Nationals durante a World Series disputada no ano passado, rendeu ao produtor Kim Min-seok uma fortuna de cerca de US$ 125 milhões.

Seu tio Kim Chang-soo está ainda melhor. Ele e a família têm patrimônio líquido estimado em cerca de US$ 1 bilhão, graças em grande parte à participação de 54% na F&F Co., que fabrica e vende roupas, bolsas e bonés oficiais da Major League Baseball.

Os preços das ações da empresa com sede em Seul quase triplicaram no ano passado depois de a empresa fechar um acordo para vender artigos da MLB na China. Em junho, a empresa lançou uma loja on-line no Tmall, do Alibaba, atraindo mais de 3,55 milhões de visitantes em dois meses, e abriu duas lojas físicas em Xangai em dezembro.

"A demanda pela marca foi impulsionada pela popularidade dos bonés, e agora dos tênis e roupas", escreveu Son Hyo-joo, analista da Hanwha Investment & Securities, em relatório de pesquisa de 7 de janeiro. "As lojas duty free na Coreia estão se expandindo como resposta."

Discovery Channel

Outra marca de destaque da F&F, a Discovery Expedition, vende roupas para atividades ao ar livre sob um contrato de licença com o Discovery Channel.

Kim, 58 anos, começou sua carreira numa editora fundada pelo pai. O irmão mais velho agora comanda a Samsung Publishing, o segundo maior acionista da SmartStudy, que produziu a popular "Baby Shark".

Depois estreou em moda, introduzindo marcas estrangeiras no mercado local nos anos 90, como a italiana Benetton,

A receita da F&F nos nove meses até setembro subiu 38%, para 580,7 bilhões de wons (US$ 493 milhões) em relação ao ano anterior, de acordo com um relatório financeiro. A empresa, fundada em 1992, planeja abrir 10 lojas na China este ano.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net