PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Filhos de criador de suínos se tornam bilionários em pandemia

Yoojung Lee, Abhishek Vishnoi e Ishika Mookerjee

16/04/2020 15h08

(Bloomberg) -- Lim Hock Chee e a esposa costumavam vender carne de porco refrigerada em um posto alugado em um supermercado.

Agora, depois de mais de 35 anos, a família opera 61 supermercados em Cingapura e entrou para o grupo de bilionários.

As ações da Sheng Siong Group, que compete com a Amazon.com na cidade-estado, subiram para nível recorde na quarta-feira, pois os supermercados se tornaram o local preferido para fazer compras depois que o governo impôs um confinamento parcial para conter a pandemia de coronavírus. O preço da ação acumula alta superior a 30% desde o fechamento de 19 de março.

A fortuna combinada da família, com base na participação de 57% na varejista controlada principalmente por Lim e seus dois irmãos, saltou para US $ 1,1 bilhão, de acordo com o Índice de Bilionários Bloomberg. Isso seria inconcebível quando Lim começou a vender carne de porco no supermercado para ajudar a aliviar o excesso de oferta da criação de suínos do pai. Os irmãos assumiram o supermercado onde o posto estava localizado e o transformaram na primeira loja Sheng Siong em 1985, e agora planejam uma incursão no mercado bancário digital de Cingapura.

Os fundadores não quiseram comentar sobre a fortuna, segundo um porta-voz da Sheng Siong. Os irmãos e a família foram destaque na mídia em 2014, quando a mãe foi sequestrada. Ela foi libertada ilesa depois que Lim pagou o resgate, e o sequestrador condenado à prisão perpétua.

Documentos regulatórios mostram que Lim comprou mais ações no mês passado por meio de uma conta mantida em conjunto com a esposa. O empresário pode ter aprendido algumas coisas de surtos anteriores.

"Quando as pessoas ficaram longe de restaurantes durante a SARS, o negócio ia bem porque mais gente começou a comprar alimentos para cozinhar em casa", disse em entrevista de 2008 ao Straits Times.

©2020 Bloomberg L.P.