PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Clube de emergentes com dívida de alto risco ganha dois membros

Paul Wallace

30/04/2020 07h39

(Bloomberg) -- A recuperação de ativos de mercados emergentes não conseguiu trazer muito alívio aos governos sob risco de default.

O número de países em desenvolvimento com títulos em dólar negociados em níveis de distressed ficou praticamente estável neste mês. Desde 20 de março, Ucrânia, Sri Lanka e Mongólia deixaram o grupo - mais ou menos o período em que ativos dos países em desenvolvimento estavam em baixa -, mas Etiópia e El Salvador entraram.

O número persistentemente alto de devedores de alto risco destaca como emissores de mercados emergentes se dividem cada vez mais entre os que têm e os que não têm. Países com grau de investimento, como Catar, México e Indonésia, venderam títulos nas últimas semanas em meio à recuperação dos mercados emergentes. Com isso, abril foi um mês recorde para a emissão de eurobonds.

Dezoito países têm rendimentos de títulos em dólar acima de 1.000 pontos-base em relação aos títulos do Tesouro dos EUA - um limite para que títulos entrem em terreno distressed. Esses países incluem Venezuela, Argentina e Líbano, que já estavam em default ou em negociações de reestruturação com investidores antes do início da pandemia de Covid-19.

©2020 Bloomberg L.P.