PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Setor de ouro sela acordos de fusão e aquisição de forma remota

Danielle Bochove

11/05/2020 15h23

(Bloomberg) -- Mineradoras de ouro avançam com fusões e aquisições, aproveitando a fuga de investidores para o ativo seguro durante a crise do coronavírus.

Apesar dos problemas logísticos criados pela pandemia - tanto nas operações quanto para organizar reuniões presenciais para detalhar as transações -, a consolidação ganha força com três propostas no setor de ouro anunciadas na última semana.

Por outro lado, no mercado global, quase US$ 16 bilhões em fusões, aquisições e investimentos foram cancelados nos últimos 30 dias. A indústria do ouro rema contra a maré devido à maior demanda de investidores por ouro e fuga de ativos de risco, como ações e petróleo.

Os preços à vista do ouro acumulam alta de 12% neste ano. A valorização segue ganho de 18% no ano passado devido a temores sobre o crescimento global, que haviam ajudado a impulsionar uma série de acordos nos últimos seis meses.

"De uma perspectiva do Covid-19, acho que todos nós nos ajustamos", disse Rodney 'Rod' Antal, diretor-presidente da Alacer Gold, do Colorado, a analistas na segunda-feira. A empresa anunciou um acordo com a SSR Mining, com sede em Vancouver. "Não perdemos nada."

A SSR estuda oportunidades há cinco anos, disse o CEO Paul Benson a analistas. O executivo e Antal tiveram oportunidade de se encontrar antes dos bloqueios. Continuaram as negociações remotamente quando o vírus se propagou. "Na verdade, não impactou este acordo; fizemos tudo remotamente", disse.

O acordo de US$ 1,7 bilhão em ações é uma fusão de iguais de prêmio zero que deve oferecer maior liquidez e escala para investidores, de acordo com as empresas. O acordo chega em um bom momento, porque o maior interesse eleva os preços do ouro, disse Benson.

©2020 Bloomberg L.P.