PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Algodão brasileiro sente impacto da fraca demanda por têxteis

Fabiana Batista

22/05/2020 10h51

(Bloomberg) -- O setor de algodão no Brasil, o segundo maior exportador mundial da commodity, enfrenta queda da demanda por exportação e crescentes estoques globais devido às menores compras de têxteis e vestuário.

A pandemia de coronavírus que devastou a indústria de tecidos no sul da Ásia e abalou a economia mundial já atinge o Brasil, onde 75% das operações têxteis foram interrompidas, disse Fernando Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), em entrevista por telefone.

A previsão para as exportações brasileiras depois de supersafras seguidas foi reduzida, e os estoques devem subir para nível recorde, disse Marco Antonio Aluisio, vice-presidente da Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea), em mensagem de texto. Ele citou a queda da demanda no início deste ano na China, a maior importadora global de algodão.

Cerca de 150 mil toneladas de algodão da última safra não serão exportadas até o fim de junho por causa do colapso da demanda asiática, e pelo menos 300 mil toneladas da próxima safra de 2,85 milhões de toneladas podem acabar no estoque, disse.

O consumo global de algodão nesta temporada pode cair 13% em relação ao ano anterior, a maior baixa em décadas, segundo relatório de 12 de maio do Departamento de Agricultura dos EUA. Os estoques globais na temporada que começa em agosto devem subir para 99,43 milhões de fardos, informou a agência.

Os contratos futuros de referência em Nova York mostram queda de 16% desde janeiro, para 58,06 centavos de dólar por libra-peso. Em 1º de abril, a cotação estava em 48,35 centavos, o menor valor para um contrato mais ativo em uma década.

A perspectiva de retração deve interromper o ciclo de expansão do algodão no Brasil, disse João Carlos Jacobsen Rodrigues, conselheiro da associação nacional de produtores de algodão. "Os agricultores podem migrar para outras culturas, como soja e milho, cujos custos de plantio são muito mais baixos."

O Brasil dobrou a produção de algodão nos últimos cinco anos. Os EUA são o maior exportador. Um fardo pesa 480 libras, ou 218 kg.

©2020 Bloomberg L.P.