PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Hackers estão de olho em trabalhador remoto de redes elétricas

Chris Martin (News) e Gerson Freitas Jr.

30/07/2020 15h41

(Bloomberg) -- Em julho, hackers invadiram contas do Twitter de políticos dos EUA, roubaram terrabytes de pesquisa sobre o coronavírus e até se infiltraram em clubes de futebol da Premier League do Reino Unido. Também podem derrubar sua eletricidade?

Estão tentando. Milhões de americanos agora trabalham em casa - incluindo pessoas que ajudam a manter as redes em operação - e os ataques cibernéticos com alvo no setor de energia aumentaram. Em muitos casos, os hackers usam e-mails de phishing para obter acesso aos computadores de trabalhadores remotos, procurando desativar os sistemas das empresas por um resgate. Mas especialistas em segurança alertam que cerca de uma dúzia de atores patrocinados pelo estado também tentam se infiltrar nessas redes.

A pandemia criou "uma oportunidade única de obter acesso durante um período de maior uso do acesso remoto", disse Rob Lee, CEO da empresa de segurança industrial Dragos. "O sistema elétrico é absolutamente importante demais para permitir o acesso de adversários. É uma questão de segurança pública e também de segurança nacional."

Ciberataques de todos os tipos se intensificaram durante a pandemia de Covid-19, com hackers mirando figuras públicas, bancos, empresas de saúde e outros, à medida que o aumento do trabalho remoto cria novos pontos de acesso. Um ataque à rede elétrica pode ter implicações abrangentes em todos os setores. Embora nenhuma interrupção tenha sido atribuída até agora a hackers, as empresas de rede estão reforçando a segurança contra um ataque sem precedentes que, no pior dos casos, pode provocar apagões ou danificar equipamentos vitais.

"Todas as grandes empresas do nosso setor são atacadas milhões de vezes por dia", disse Tom Fanning, diretor-presidente da concessionária Southern Co. "Mas está muito claro que não houve interrupções no serviço no lado elétrico."

©2020 Bloomberg L.P.