PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

SoftBank tem mais de US$ 10 bi para investir em ações: Fontes

Giles Turner, Ruth David e Eyk Henning

12/08/2020 09h22

(Bloomberg) -- O SoftBank tem como alvo investimentos de mais de US$ 10 bilhões em ações listadas como parte dos planos do novo braço de gestão de ativos, muito acima das posições iniciais destacadas pelo fundador Masayoshi Son a acionistas na terça-feira, disseram pessoas a par da iniciativa.

O valor pode chegar a dezenas de bilhões, disse uma das pessoas, que pediu para não ser identificada.

Son, diretor-presidente do SoftBank, anunciou a unidade de investimento em teleconferência sobre o balanço na terça-feira. Ele disse que a divisão tem cerca de US$ 555 milhões em capital. No entanto, o montante é visto como um marcador de posição, disseram pessoas com conhecimento do projeto; 555 é uma gíria na cultura de jogos japonesa que significa "vai, vai, vai".

A equipe de gestão de ativos é liderada por Akshay Naheta, vice-presidente sênior em Abu Dhabi, disseram as pessoas. O grupo tem acumulado discretamente participações de bilhões de dólares nas chamadas Big Tech dos EUA nos últimos meses, disseram as fontes.

Na terça-feira, Son disse que o SoftBank adquiriu ações em algumas empresas do chamado grupo FAANG: Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google, controlado pela Alphabet.

A empresa japonesa não divulgou o tamanho dessas posições. Os investimentos foram feitos com estruturas de financiamento que podem impedir que a SoftBank apareça em documentos regulatórios como acionista direto, explicaram pessoas a par da iniciativa.

Um representante do SoftBank não quis comentar. "Como uma empresa de investimentos, precisamos explorar vários ângulos e escopos. Mas nosso foco ainda está em empresas que impulsionam a revolução da informação", disse Son durante a apresentação dos resultados. "Este é o propósito da nossa empresa."

O desenvolvimento de um veículo de ações listadas foi impulsionado em parte por um desejo antigo de vários executivos do SoftBank de atuar na gestão de ativos. Após a aquisição da gestora de ativos alternativos Fortress Investment por US$ 3,3 bilhões, o SoftBank também considerou a compra de uma participação na Swiss Re, a segunda maior resseguradora do mundo.

O SoftBank está em processo de vender 4,5 trilhões de ienes em ativos, incluindo ações do Alibaba, T-Mobile US e de sua unidade doméstica de telecomunicações. Parte do capital levantado irá financiar o braço de gestão de ativos, disseram as pessoas. O SoftBank disse que terá participação de 67% do grupo de gestão de ativos, e Son ficará com o restante.

A nova unidade reflete as novas ambições de Son. Em maio, o fundador disse que o SoftBank dificilmente conseguiria atrair investidores externos para um segundo Vision Fund após problemas com o primeiro. Mas, nos resultados financeiros otimistas divulgados na terça-feira, Son mostrou disposição para acelerar uma transição do setor de telecomunicações para investimentos. "Nossa estratégia não mudou", disse Son. "Ainda planejamos caçar unicórnios com o Vision Fund dois, três e assim por diante."

©2020 Bloomberg L.P.