Bolsas

Câmbio

Bolsas chinesas se estabilizam e Xangai fecha em alta de 1,97%

Xangai (China), 8 jan (EFE).- As bolsas chinesas se estabilizaram nesta sexta-feira e o índice geral de Xangai, SSE Composite, fechou em alta de 1,97%, depois das fortes quedas de ontem, que forçaram o fechamento prematuro dos pregões.

O SSE Composite subiu 70,52 pontos para ficar em 3.186,41, enquanto na Bolsa de Shenzhen, o índice SZSE Component também fechou em alta, de 1,20%, e terminou em 10.888,91 pontos.

Os dois mercados iniciaram o dia em alta, depois tiveram uma breve fase com fortes baixas, mas se recuperaram e passaram o resto do dia em positivo, depois que na noite da quinta-feira, a comissão reguladora das bolsas chinesas anunciou a suspensão, a partir de hoje, do mecanismo de "circuit breaker".

Esse mecanismo paralisa as negociações no mercado quando o índice CSI-300, que reúne as 300 maiores empresas cotadas nas bolsas de Xangai e Shenzhen, registra queda de 5%, e interrompe o pregão definitivamente se esse mesmo indicador cair 7%.

O resultado de hoje parece mostrar que o mecanismo de "circuit breaker", que foi pensado para evitar as fortes quedas continuadas do ano passado e começou a ser aplicado precisamente na última segunda-feira, estava na realidade levando pânico aos investidores individuais, que são determinantes na China.

As duas bolsas viveram ontem o dia mais curto de sua história, após apenas 27 minutos de operação, dos quais apenas 13 foram de cotação real, quando o "circuit breaker" entrou em ação.

Por isso, a comissão reguladora da bolsa anunciou na noite de ontem a suspensão temporária desse mecanismo, a partir de hoje, para "manter a estabilidade do mercado", já que "mesmo não sendo o principal motivo para o colapso, não surtiu os efeitos esperados", e deverá sofrer um ajuste.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos