Bolsas

Câmbio

PIB contrairá 2,99% em 2016, segundo analistas

São Paulo, 11 jan (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil contrairá 2,99% neste ano, segundo as novas projeções dos analistas do mercado divulgadas nesta segunda-feira, que foram ligeiramente piores do que as feitas na semana passada (-2,95%) .

As previsões figuram no Boletim Focus, uma publicação semanal do Banco Central que inclui uma enquete realizada com 100 analistas de instituições financeiras privadas sobre o estado da economia nacional.

De acordo com a previsão dos analistas, a economia brasileira registrou em 2015 sua maior queda nos últimos 25 anos (-3,71%), por isso que, se forem cumpridas as previsões para 2016, o PIB encadeará dois anos consecutivos de números vermelhos.

Segundo os economistas do setor privado, a economia se recuperará a partir de 2017, quando espera-se um crescimento de 0,86%, frente ao aumento de 1% previsto na anterior edição do boletim Focus.

Os analistas também pioraram as previsões de inflação para este ano, que passaram de 6,87% a 6,93%.

O número ultrapassa o teto oficial marcado pelo governo, fixado em 4,5% com uma margem de tolerância de dois pontos percentuais (6,5%), mas é notavelmente inferior a 10,67% registrado em 2015, o maior nível de inflação nos últimos 13 anos.

Além da recessão e da alta do PIB, o Brasil enfrenta um aumento dos níveis de desemprego e um déficit recorde nas contas públicas, o que levou duas agências de qualificação a retira do país o grau de investimento que o garantia como bom pagador.

Os economistas coincidem que a situação econômica se viu agravada pela crise política que atravessa o país e que dificultou a aprovação de algumas das medidas que integram o plano de ajuste fiscal lançado pelo governo para sanear os debilitadas contas públicas do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos