Bolsas

Câmbio

Medvedev: "Queda do preço do petróleo gera grandes riscos para o orçamento"

Moscou, 25 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, alertou nesta segunda-feira que a queda do preço do petróleo "gera grandes riscos para o orçamento" do Estado.

Em reunião com os membros de seu gabinete, Medvedev deu uma semana aos ministérios para que apresentem um plano anticrise atualizado que traga os cortes orçamentários e a estratégia a seguir nos próximos meses.

"Trata-se de superar a crise, criar as condições para tomar a trajetória de um crescimento sustentado e conservar, na medida do possível, o bem-estar para o povo que já foi alcançado", destacou.

O orçamento russo para 2016 foi concebido tendo como base que o barril de petróleo Brent, de referência na Europa, seria vendido este ano a um preço médio de US$ 50.

Nas atuais circunstâncias, com o Brent em torno dos US$ 30 após sofrer uma espetacular queda nos primeiros meses do ano, a Rússia deverá revisar necessariamente seu orçamento, porque este se abastece em grande parte da receita procedente da exportação de hidrocarbonetos.

Medvedev disse que os poucos recursos do orçamento devem ser destinados, em primeiro lugar, a setores capazes de assegurar no futuro o crescimento econômico e a substituição de produtos importados.

"É preciso conservar o financiamento dos setores prioritários que no futuro deverão se erguer na base do crescimento econômico. É preciso concentrar os recursos públicos nos setores com um alto potencial para influir na economia em seu conjunto e nos voltados a substituir as importações", ressaltou o premiê.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos