Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha em baixa de 1,38%

Nova York, 27 jan (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta quarta-feira em baixa de 1,38%, influenciado pela decisão do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de manter as taxas de juros no país.

O principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 222,91 pontos, para 15.944,32. O seletivo S&P 500 caiu 1,09%, para 1.882,95, e o índice composto da Nasdaq recuou 2,18% e fechou aos 4.468,17 pontos.

Os investidores protagonizaram um pregão muito volátil, que começou com quedas após o desagrado com os resultados de Boeing e Apple, e na metade de jornada recuperaram essas baixas devido ao estímulo da alta dos preços do petróleo.

A Boeing terminou 2015 com contas em linha com o esperado pelos analistas, mas decepcionou com suas previsões para o conjunto de 2016. Já a gigante do setor de tecnologia não convenceu com suas vendas trimestrais.

A duas horas do fechamento, quando todos os olhares se voltaram para a Washington, onde o Fed concluiu sua primeira reunião de política monetária do ano e não descartou uma nova alta das taxas de juros em março, Wall Street entrou outra vez em rota de quedas.

A instituição presidida por Janet Yellen decidiu não alterar as taxas, disse que "está monitorando de perto os eventos econômicos e financeiros globais" e confiou que as condições evoluirão de modo que só sejam necessários "incrementos gradativos".

No Dow Jones, as principais quedas foram das ações de Boeing e Apple, de 8,93% e 6,55% respectivamente, seguidas pelas de Dupont (-3,74%), Nike (-2,5%), Merck (-2,1%), Disney (-2,03%) e Exxon Mobil (-1,84%). As altas mais significativas foram dos títulos de Verizon (1,62%), Johnson & Johnson (0,97%), 3M (0,53%) e McDonald's (0,37%).

No fechamento do pregão, o preço do ouro subia para US$ 1.126,10 a onça, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos caía para 1,996%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos