Bolsas

Câmbio

As paradisíacas Ilhas do Milho, no Caribe da Nicarágua, atraem turistas

Renée Lucía Ramos.

Corn Islands (Nicarágua), 19 fev (EFE).- Areias brancas, águas cor turquesa, florestas de coqueiros e a amabilidade dos aldeões são as características das paradisíacas Corn Islands (Ilhas do Milho), no Caribe Sul da Nicarágua, um arquipélago formado por duas ilhas e que a cada dia atrai mais turistas.

As Ilhas do Milho, formadas por Corn Island e Little Corn Island, são um bom destino de férias para qualquer turista, pois oferecem a possibilidade de explorar uma parte do lado caribenho da Nicarágua, com sua beleza natural quase desconhecida.

À Corn Island, localizada a cerca de 70 quilômetros da costa caribenha deste país centro-americano, chega-se por meio de transporte marítimo desde o porto mais próximo ou via aérea, pelo Aeroporto Internacional "Augusto C. Sandino", em Manágua.

As Ilhas do Milho, que em antigos mapas constam como "Ilhas Esqueletos" porque eram habitadas por índios kukras, que eram considerados canibais, é um arquipélago de águas transparentes, praias virgens, palmeiras abundantes e grande harmonia com a natureza.

O arquipélago tem uma população de 14 mil habitantes, em sua maioria indígenas, afrodescendentes e mestiços, onde falam os idiomas inglês, espanhol e criolo.

O paradisíaco lugar conta com serviços de hotéis, restaurantes e operadores de turismo locais, principalmente em sua ilha maior, Corn Island, que tem uma superfície de 10 quilômetros quadrados.

Cerca de 13 quilômetros a nordeste de Corn Island fica Little Corn Island, com apenas 2,9 quilômetros quadrados de superfície, um território menos povoado e muito mais aprazível, mas com uma beleza espantosa.

As duas ilhas são lugares perfeitos para apreciar os sensacionais recifes e vida marinha através do mergulho, assim como pescar em alto-mar ou simplesmente relaxar para desfrutar da paisagem e explorar os arredores com total tranquilidade e segurança.

Às paradisíacas Corn Islands chegam uma média mensal de 2,8 mil turistas estrangeiros em temporada baixa, ou seja, cerca de 93,3 visitantes por dia, disse à Agência Efe o subdelegado do Instinto Nicaraguense de Turismo (Intur) nesse arquipélago, Lesther García.

De acordo com García, do total de turistas que chegam às Ilhas do Milho, pelo menos a metade visita Little Corn, por vários motivos, entre eles pela cobertura de floresta que ainda conserva.

Em Little Corn Island não há estradas, nem veículos, e a energia elétrica é fornecida por apenas algumas horas em algum momento do dia, explicou.

As duas ilhas, em sua maioria, são visitadas por turistas que vêm de Europa, Canadá e Estados Unidos, disse o subdelegado do Intur.

"Vim há seis meses, escutei que a ilha era um lugar virgem e por isso decidi vir. É maravilhoso", disse a turista belga Galina Janssens, ao ser consultada pela Agência Efe sobre o que a atraiu a Little Corn Island.

Os projetos sobre turismo ainda estão em desenvolvimento em ambas as ilhas, embora já sejam oferecidos serviços variados, entre hotéis, bares e restaurantes e em cada um, como boas-vindas, nunca falta a música caribenha.

"Estou há mais de dois anos vivendo aqui, vim como turista porque um amigo tem sua casa aqui, mas gostei e depois fiz um negócio, um pequeno hotel", disse à Efe o cidadão canadense Grey Noreau.

Em outubro de 2013, as paradisíacas Ilhas do Milho, avistadas no século XVI por Cristóvão Colombo, que as batizou com o nome de "Islas Manglares", foram declaradas Patrimônio Turístico Nacional pela Assembleia Nacional deste país centro-americano.

Em janeiro de 2015, as autoridades do arquipélago resolveram proibir paulatinamente o uso de sacolas plásticas para defender o atrativo natural que caracteriza as ilhas.

Corn Island e Little Corn Island estão entre os principais destinos turísticos que a Nicarágua promove em nível internacional. EFE

rlr/ff/ma

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos