Bolsas

Câmbio

Argentina paga a "fundos abutres", e juiz americano suspende medida cautelar

Buenos Aires, 22 abr (EFE).- A Argentina pagou nesta sexta-feira sua dívida com os fundos credores que ganharam um julgamento em Nova York pelo pagamento de bônus de sua dívida que estavam em moratória desde 2001 - os chamados "fundps abutres" -, e com isso o juiz do caso, Thomas Griesa, suspendeu uma medida cautelar que impedia que o país quitasse outro compromisso com os donos de títulos de dívida que foram renegociados, confirmaram à Agência Efe fontes oficiais.

A dívida total, de US$ 9,3 bilhões, foi paga aos credores com sentença a favor e a outros que chegaram a acordos com a Argentina para receber por bônus que não entraram nas renegociações de 2005 e 2010.

Após confirma o pagamento, Griesa suspendeu uma medida cautelar que desde 2014 impedia a Argentina de quitar seus compromissos com donos de títulos renegociados, o que havia levado o país a entrar em uma moratória seletiva.

"Griesa suependeu a medida cautelar. Acabou o assunto. Saímos do default (moratória) oficialmente e definitivamente", disseram fontes do Ministério da Fazenda argentino consultadas pela Efe.

A suspensão da medida cautelar permitirá à Argentina regularizar os pagamentos com os detentores de bônus reestruturados e põe fim a um complexo litígio judicial iniciado há uma década por credores liderados por grandes fundos de investimento, como o NML.

Os recursos para quitar a dívida foram obtidos por meio do lançamento de novos bônus no valor de US$ 16,5 bilhões que a Argentina realizou na última terça-feira nos mercados internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos