Bolsas

Câmbio

Turistas reconsideram viajar para Orlando por medo de zika, diz estudo

Miami, 16 set (EFE).- O medo de ser contagiado com o vírus da zika na Flórida (EUA), onde até quinta-feira foram contabilizados 77 casos autóctones, fez com que os turistas reconsiderem viajar para o Walt Disney World, em Orlando, revelou nesta sexta-feira o jornal "Orlando Sentinel" a partir de duas pesquisas.

Nas amostras, elaboradas na semana passada pela empresa "CivicScience" para uma firma de serviços financeiros, foram reunidas milhares de pessoas do país que responderam perguntas sobre o Walt Disney World como destino de férias.

"Quase metade dos entrevistados disse que tinha cancelado suas férias na Disney ou que tinha decidido não fazer planos por causa da zika", apontou o "Orlando Sentinel".

Mas a porta-voz da Disney, Rena Langley, disse que o parque de entretenimento turístico não notou um impacto no cancelamento de reservas como consequência da zika, embora "não tenha dado detalhes se as pessoas que cancelaram reservas deram explicações sobre as razões", acrescentou o jornal.

"Levando em conta o longo prazo utilizado para planejar frequentemente as férias na Disney World, não está claro quando as preocupações dos viajantes (pela zika) terão um impacto na assistência", afirmou o analista da firma de serviços financeiros "BTIG" Rich Greenfield.

No entanto, ressaltou Greenfield, dada a "significativa taxa de cancelamentos e adiamentos, esta é claramente uma questão fundamental sobre a qual a Disney deveria pressionar para falar dela".

No primeiro estudo foram reunidas 2.592 pessoas e, no segundo, dobrou o número de entrevistados.

Greenfield apontou que as pessoas entrevistadas que mais gastam eram as mais aptas a cancelar a viagem para Disney ou evitar esse destino turístico no centro da Flórida por causa da zika.

Visit Orlando, centro de convenções e turismo da região, indicou em um e-mail que sua pesquisa de consumo indica que "atualmente há só mínimas preocupações sobre a intenção de visitar Orlando".

"Do mesmo modo, não estamos vendo nenhum adiamento de reservas antecipadas para Orlando até o final do ano devido a possíveis problemas de zika", acrescentou o Visit Orlando.

Orlando não registrou nenhum caso de transmissão local do vírus da zika, até agora só detectado em Miami, Miami Beach e uma zona da baía de Tampa, no litoral oeste do estado.

No entanto, as preocupações sobre este vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti levou os parques Disney, Universal Orlando e SeaWorld a facilitar desde agosto aos visitantes repelentes contra a picada destes mosquitos.

De acordo com o último reporte do Departamento de Saúde da Flórida (DOH), até o momento foram registrados 77 casos autóctones de zika na Flórida.

À parte dos casos de transmissão local, até 15 de setembro tinham sido confirmados na Flórida 650 casos de zika por viagens ao exterior e 86 mulheres grávidas infectadas com este vírus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos