EUA oferecem à Jordânia ajuda de US$ 787 milhões para desenvolvimento

Amã, 23 out (EFE).- O governo dos Estados Unidos oferecerá uma ajuda financeira à Jordânia de US$ 787 milhões para projetos de desenvolvimento, anunciou neste domingo o ministro do Planejamento e Cooperação Internacional, Emad Fajury.

Desta maneira, aumenta para US$ 812 milhões o total da assistência americana à Jordânia em 2016, precisou Fajury em comunicado divulgado pela agência oficial de notícias "Petra".

O ministro jordaniano informou que US$ 470 milhões da nova verba financeira serão destinados a apoiar ao orçamento geral do Estado.

Outros US$ 100 milhões irão ao projeto do canal entre os mares Vermelho e Morto.

Os US$ 217 milhões de dólares restantes apoiarão os setores de saúde, educação, hídrico e meio ambiente, entre outros, e servirão também para empreender reformas políticas.

O primeiro-ministro jordaniano, Hani al Mulqui, que esteve presente hoje na assinatura do acordo do empréstimo, agradeceu aos Estados Unidos pela nova ajuda, que, afirmou, "reflete os fortes laços e a colaboração estratégica entre ambos países".

Por sua vez, a embaixadora americana em Amã, Alice Wells, descreveu esta assistência como "histórica" e acrescentou que "aliviará a carga (econômica) da Jordânia por receber" um elevado número de refugiados sírios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos