Bolsas

Câmbio

Cazaquistão realiza simpósio sobre cooperação e desenvolvimento com a África

Astana, 14 nov (EFE).- O Cazaquistão compartilhou nesta terça-feira em um simpósio com representantes de 43 países africanos sua experiência na redução da pobreza, com o objetivo de ajudar a África a deixar para trás décadas de penúrias econômicas.

"Queremos trocar lições e experiências para ajudar os países da África a obter uma diversificação econômica. O Cazaquistão está pronto para compartilhar sua experiência de transformação econômica", disse o vice-ministro de Relações Exteriores do país centro-asiático, Yerzhan Ashikbayev.

Ashikbayev pronunciou essas palavras no simpósio de Intercâmbio de Desenvolvimento Sul-Sul organizado com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud, sigla em inglês) sob o lema "Diversificação Econômica e Industrialização na África no Contexto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)".

Ashikbayev lembrou que o desenvolvimento sustentável é crucial para os países do continente africano que, assim como o Cazaquistão, são ricos em recursos naturais e humanos.

"Acreditamos que a aprendizagem entre iguais oferece aos países oportunidades especiais e serve como uma plataforma para intercambiar ideias e desenvolver soluções inovadoras para problemas complexos comuns, como a pobreza e a desigualdade econômica", declarou o vice-ministro de Relações Exteriores cazaque.

"Para apoiar este processo e enriquecer os debates, o Cazaquistão está pronto para compartilhar sua própria experiência e aprender com as histórias de sucesso na África", acrescentou Ashikbayev.

Uma situação que o ministro cazaque comparou com a de alguns países africanos, que não viram mudanças em seus níveis de pobreza desde a última década do século passado.

Munkhtuya Altangerel, Representante Residente Adjunto do PNUD no Cazaquistão, disse que a cooperação Sul-Sul pode impulsionar mecanismos como a prestação de contas e a transparência.

"Pode proporcionar alguns dividendos de desenvolvimento tangível: empregos decentes, cidadãos mais saudáveis e um melhor bem-estar social para crianças e jovens", acrescentou o dirigente cazaque.

Representantes de 43 governos africanos assim como integrantes de centros de ensino e de outras instituições de desenvolvimento participaram deste evento.

O simpósio, que tem como objetivo principal a troca de conhecimentos e experiências que promovam o desenvolvimento sustentável, vai acontecer até a próxima sexta-feira.

Os ODS são um conjunto de metas adotadas pelas Nações Unidas que buscam, mediante a adoção de diversas medidas, a erradicação da fome e da pobreza, a proteção do planeta e a redução das desigualdades. EFE

kk-na/rpr

(foto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos