Bolsas

Câmbio

Gêmeos do Facebook se tornam os primeiros bilionários do bitcoin

Nova York, 4 dez (EFE).- Os irmãos gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss, que disputaram na Justiça com Mark Zuckerberg a ideia original do Facebook, se tornaram os primeiros bilionários conhecidos no mercado de bitcoins.

Os Winklevoss investiram US$ 11 milhões dos US$ 65 milhões que ganharam em um processo contra Zuckerberg para comprar bitcoins em 2013, como revelaram na época ao jornal "The New York Times".

Naquele ano, a moeda virtual era cotada a US$ 120. Agora, o valor do bitcoin disparou e chegou a US$ 11,3 mil. Por isso, de acordo com o site "The Verge", a fortuna dos dois chegou a US$ 1 bilhão.

Os dois irmãos levaram um duro golpe no início deste ano da Comissão de Valores de Mercado (SEC), que rejeitou um pedido feito por eles em 2013 para lançar um fundo de investimentos cotado ao valor do bitcoin por considerar que havia chance de fraude.

Apesar da volatilidade da moeda virtual, os gêmeos afirmaram à emissora "CNN" que se dedicariam a ela a "longo prazo" por acreditarem que há a possibilidade de uma "capitalização de trilhões" no mercado.

Além dos Winklevoss, é possível que outra pessoa tenha uma fortuna superior a US$ 1 bilhão em bitcoins: o inventor da moeda virtual, que usa o pseudônimo de Satoshi Nakamoto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos