Bolsas

Câmbio

Capital ucraniana tem a estação de metrô mais profunda do mundo

Khrystyna Kinson.

Kiev, 15 dez (EFE).- Construída 105,5 metros abaixo da superfície em novembro de 1960 e em pleno centro de Kiev, capital da Ucrânia, a estação de metrô Arsenalna é até hoje a mais profunda do mundo, dando aos passageiros a sensação de que estão fazendo uma viagem ao centro da Terra.

Chegar à plataforma de embarque dura mais de cinco minutos a partir da superfície, uma informação muitas vezes desconhecida pela maioria dos turistas que visitam a cidade e que pode gerar certo incômodo em pessoas que têm medo de altura.

Os dois lances de escadas rolantes que parecem nunca acabar são cercados por dezenas de cartazes luminosos com publicidade de todos os tipos. O trajeto é tão longo que alguns passageiros aproveitam a ocasião para ler um livro ou até mesmo sentar nos degraus para descansar.

"Não sabia que era tão profunda. Quando entrei pela primeira vez, tive a sensação de estar descendo ao centro da Terra", brincou o italiano Antonio Iafano, que se disse "surpreso" com a singularidade e a funcionalidade do metrô, levando em conta que as instalações foram pouco reformadas desde sua fundação, há 57 anos, quando a Ucrânia era uma das repúblicas que integravam a União Soviética.

"Pode não ser o mais moderno do Leste Europeu, mas é bastante limpo e funciona realmente bem", acrescentou Iafano.

Arsenalna faz parte da linha que conecta as duas margens do rio Dnieper, que cruza a cidade. O nome da estação se deve à emblemática fábrica homônima, localizada a poucos metros de distância e que durante a Segunda Guerra Mundial produzia armas para o Exército Vermelho da URSS.

Com bancos de madeira, paredes de mármore na cor creme, tetos de concreto branco, pilares cinzentos e alguns detalhes em bronze, a estação está transformando em atração turística para visitantes e curiosos.

Além disso, Arsenalna é uma das mais movimentadas, pela qual passam mais de 26.100 viajantes por dia, já que se encontra perto de lugares de grande importância histórica e cultural como a Praça da Independência (também conhecida como Maidan), o Mosteiro de Kiev-Petchersk, o Monumento à Mãe Pátria e o Museu Nacional da Segunda Guerra Mundial.

Muitas estações do metrô de Kiev são profundas porque foram planejadas para serem utilizadas como refúgios em caso de ataque com bombas ou catástrofes nucleares. A temperatura dentro delas permanece constante durante todo o ano, portanto é um bom lugar para escapar do frio durante o inverno ucraniano.

Vários túneis que levam às estações de metrô são equipados com sólidas portas de metal, bunkers construídos durante a época da Guerra Fria e lugares especiais destinados a proteger e acomodar pessoas em casos excepcionais.

Em Kiev existem grandes shoppings subterrâneos, com dezenas de lojas nas quais é possível encontrar alimentos, roupas e tudo o que for necessário.

Também chama atenção o design das estações mais antigas, que contam com mosaicos e outros detalhes que representam o legado cultural do Rus de Kiev, o antigo Estado eslavo que uniu povos como o bielorrusso, o russo e o ucraniano.

Assim como Arsenalna, também se destacam pela grande profundidade várias estações da Rússia, como Admiralteyskaya, em São Petersburgo (102 metros abaixo da superfície), e a de Park Pobedy, em Moscou (84 metros). Outra que chama a atenção está localizada na Coreia do Norte, a estação de Puhung, situada em Pyongyang (100 metros).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos