ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

"Super Mercedes" de 1939 encomendada e usada por Hitler vai a leilão nos EUA

21/12/2017 18h34

Washington, 21 dez (EFE).- Uma Mercedes do ano de 1939 que foi encomendada e usada por Adolf Hitler até 1945 será leiloada em 17 de janeiro nos Estados Unidos, informou nesta quinta-feira a organização Worldwide Auctioneers, que sediará o leilão no estado do Arizona.

O modelo "W150 770k Grosser Offener Tourenwagen" da marca Mercedes-Benz, apelidado de "Super Mercedes", foi projetado especificamente para o ditador e foi uma das representações do orgulho nacional alemão.

Conversível para facilitar sua utilização em desfiles, a "Super Mercedes", de cor escura, oferecia a máxima segurança ao líder nazista e a seus acompanhantes, já que foi pensada especialmente para as cerimônias organizadas para receber dirigentes estrangeiros.

O conhecido como "quarto carro de Hitler" demorou 11 meses para chegar ao poder dos nazistas, apesar da urgência com a qual tinha sido encomendado, em setembro de 1938, explicaram os leiloeiros em comunicado.

Em 1940, a Mercedes foi o automóvel escolhido para a recepção em Munique do ditador fascista italiano Benito Mussolini durante uma visita de Estado.

O uso dado ao veículo durante a II Guerra Mundial (1939-1945) é desconhecido, mas após o fim do conflito foi utilizado pelas forças militares dos EUA que estavam em Le Havre (França).

Após passar pelas mãos de um tabaqueiro belga em 1946, o carro foi vendido por US$ 1.800 em tabaco a outro empresário da indústria nos EUA residente no Tennessee, Tom Austin, que doou o automóvel à associação local de Veteranos de Guerra, onde foi usado durante anos para depois permanecer em uma garagem até 1976.

Descoberta e restaurada por um colecionador, a "Super Mercedes" tinha percorrido mais de 33 mil quilômetros e foi exposta no Museu de Antiguidades Automobilísticas Históricas de Chicago, que chegou a avaliá-la em US$ 1 milhão.

O "Grosser" é, segundo a Worldwide Auctioners, um veículo "muito caro, projetado conscienciosamente, forte e feito à mão" que era vendido em todo o mundo a qualquer pessoa que pudesse pagar, e que superava a velocidade de 160 quilômetros por hora.

No total, a montadora alemã fabricou 88 exemplares da "Super Mercedes" de cinco marchas antes de cancelar o programa em 1943, dois anos antes da queda do regime nazista.

Mais Economia