Bolsas

Câmbio

Comissão Europeia prevê crescimento de 2,3% na zona do euro em 2018

Bruxelas, 7 fev (EFE).- A Comissão Europeia (CE) elevou nesta quarta-feira suas estimativas de crescimento econômico na zona Euro e a União Europeia (UE) em 2018 para 2,3%, dois décimos acima do previsto em novembro do ano passado, enquanto anunciou um aumento do PIB de 2% para 2019 em ambas as áreas.

As previsões macroeconômicas publicadas hoje pelo Executivo comunitário também melhoraram o aumento do PIB em 2017 para 2,4%, a maior alta em uma década, tanto no bloco como nos 19 países da moeda única, enquanto o gabinete de estatísticas Eurostat não publica os dados definitivos.

Os números são superiores aos apresentados nas projeções de novembro, quando Bruxelas anunciou uma alta do PIB de 2,1% na UE e os países do euro em 2018, e de 1,9% durante 2019 nas duas zonas.

Para 2017, o crescimento previsto era de 2,3% em toda a UE e de 2,2% na zona do euro.

"A economia europeia está superando as expectativas e o sólido crescimento continuará no próximo ano. Devemos continuar com o nosso trabalho para garantir que todos os europeus sintam os benefícios deste crescimento", afirmou em um comunicado o vice-presidente da CE para o Euro, Valdis Dombrovskis.

O comissário europeu de Assuntos Econômicos e Financeiros, Pierre Moscovici, disse que a economia europeia começou 2018 com "uma saúde robusta" e ressaltou que a zona do euro não apesentava taxas semelhantes de crescimento desde a crise financeira.

A CE explicou que a melhora das previsões responde a um "maior impulso cíclico na Europa", onde os mercados trabalhistas seguem melhorando e a confiança econômica é "particularmente" elevada, e a uma recuperação mais forte do que previsto na atividade econômica global e no comércio.

Bruxelas também apontou uma elevada demanda, uma alta utilização das capacidades e condições de financiamento que favorecerão o investimento.

Como riscos, o órgão destacou a incerteza sobre os resultados da negociação do "Brexit", as tensões geopolíticas e uma mudança para políticas protecionistas.

Quanto à inflação, a CE espera que cresça até 1,5% durante 2018 e até 1,6% em 2019 na zona do euro, enquanto que na UE chegará a 1,9% neste ano e a 1,8% no ano que vem.

As previsões publicadas hoje são intermediárias, pois só incluem projeções de PIB e inflação, dado que o Executivo comunitário decidiu voltar à sua antiga metodologia e publicar duas previsões intermediárias - no inverno e no verão - e duas completas, com dados também de déficit, desemprego e dívida, - no outono e na primavera -.

Desde 2012, foram publicadas três projeções completas por ano, no outono, no inverno e na primavera.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos