Bolsas

Câmbio

Tarifas de Trump sobre alumínio e aço entram em vigor

Washington, 23 mar (EFE).- As tarifas de 10% e 25% impostas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para as importações de alumínio e aço entraram em vigor à meia-noite de ontem, segundo informou a Casa Branca.

Trump deixou seus parceiros comerciais --Canadá e México-- fora das medidas, assim como países da União Europeia (UE), Austrália, Coreia do Sul, Brasil e Argentina.

Além das pressões exercidas pelos seus respectivos governos, Trump citou diferentes motivos para isentar estes países, seus maiores aliados no mundo, das novas cargas tarifárias.

Uma das razões que deu Trump para isentar a Argentina das tarifas foi seu apoio à política de segurança de Washington na América Latina e, mais concretamente, a estratégia diante da "ameaça" da Venezuela.

A medida registra 25% para as importações de aço e 10% as de alumínio.

A China será a economia mais afetada pelas novas tarifas.

Além do aço e o alumínio, Trump anunciou ontem um plano para registrar US$ 60 bilhões em tarifas para cerca de 1,3 mil produtos provenientes da China e também planeja estabelecer restrições aos investimentos promovidos por Pequim.

A China, por sua vez, ameaçou com impor tarifas aos EUA por cerca de US$ 3 bilhões, aceitando assim a guerra comercial promovida por Washington entre as duas principais potências econômicas do planeta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos